O poeta paraibano Saulo Mendonça recebe nesta sexta-feira (13), no Restaurante Panorâmico do Esporte Clube Cabo Branco, às 19h30, duas
honrarias concedidas pela Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP): a Comenda Cultural Ariano Suassuna, proposta pelo vereador Geraldo Amorim (PDT), e a
Comenda Cidade Verde, de autoria da ex-vereadora e atual superintendente adjunta do Instituto de Previdência Municipal (IPM), Paula Frassinete (PSB).

As homenagens se devem ao reconhecido trabalho de Saulo na produção literária, especialmente de haikais (poemas curtos), e pela defesa dos temas
ligados ao meio ambiente e ecologia. “Trata-se de um poeta que sempre teve um grande envolvimento com o Meio Ambiente, e que, notadamente, produziu o
maior número de haikais sobre a temática ambiental. Ele contribuiu para a construção de uma consciência ecológica na população pessoense”, lembrou
Paula.

Saulo revelou que essa também será uma oportunidade para comemorar seus 33 anos de carreira literária. “É um sentimento profundo de reconhecimento
pelos anos dedicados à poesia”, comentou. Durante a solenidade, o escritor fará o lança mento de dois livros: ‘O outro lado da palavra’, elucidário, e
‘Luz de Musgo’, com 33 haikais, ambos pela editora Sal da Terra.

 Os convidados serão recebidos pelo quinteto de metais PBBrass. Ao final da solenidade, todos poderão assistir a apresentação do grupo Nossa Voz.

 Homenageado

Saulo Mendonça, 58 anos, é natural Alagoa Grande, cidade do Brejo paraibano localizada a 104 quilômetros de João Pessoa. Tem mais de 40 trabalhos em
prosa e verso com temas ligados ao meio ambiente e ecologia. Há três anos, o governo do estado distribuiu um folder com 37 poemas de sua autoria para
comemorar o Dia Mundial do Meio Ambiente (5 de julho).

Assessoria

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Único deputado federal negro da PB, Damião Feliciano cobra combate ao racismo

Ainda no “embalo” do dia nacional da Consciência Negra, o deputado federal Damião Feliciano (PDT), único negro a ocupar o cargo na Paraíba, disse que o governo federal precisa criar…

Justiça condena servidor do Detran que recebeu dinheiro para facilitar obtenção de CNH

O réu Clayton de França Barbosa foi condenado a uma pena de quatro anos de reclusão, em regime semiaberto, pelo crime de corrupção ativa (artigo 333 do Código Penal). Ele…