“O Tribunal de Contas da Paraíba afirma a disposição de colaborar e, assim, de oferecer meios, informações e equipamentos que se façam necessários às investigações”, diz nota do presidente da Corte, conselheiro Arnóbio Viana, apresentada no início da sessão plenária desta quarta-feira (18) e atinente à chamada Operação Calvário.

 A nota lembra, em defesa desse propósito, o estabelecimento de parceria “há muito firmada com os organismos que, na Paraíba, incluem representações do Judiciário, do Ministério Público, da Polícia Federal e da Receita Federal, em meio a outras”.

 Prossegue: “Decisões, arquivos e dados já assim compartilhados têm contribuído, ao longo do tempo, com a apuração, na área criminal, de ilicitudes e desvios de recursos públicos”.

 E conclui: “De resto, o Tribunal de Contas da Paraíba manifesta a mais absoluta confiança na honradez, decência e dignidade daqueles que o integram, todos com atuação de enorme relevância para os recursos e os destinos da Paraíba”.

 O assunto também foi referido em manifestações pessoais dos conselheiros Nominando Diniz, Arthur Cunha Lima e André Carlo Torres Pontes, ocasião em que receberam, ainda, a solidariedade de seus pares e de advogados presentes à sessão plenária.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Paraibano diz que é hora do Congresso começar a analisar impeachment

O deputado federal Frei Anastácio (PT/ PB) repudiou o pronunciamento feito ontem, pelo presidente da República, em cadeia nacional, criticando o confinamento e a imprensa, diante da pandemia do Coronavírus.…

Aplicativo ‘Preço da Hora’ ajuda na economia durante crise do coronavírus

O aplicativo ‘Preço da Hora’ do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) auxilia nesse período de pandemia pelo novo coronavírus (COVID -19), que impõe a necessidade de isolamento…