Em um jogo de início eletrizante e fim de pressão para o torcedor que estava no Almeidão, o Botafogo-PB venceu o Imperatriz-MA por 2 a 1 e voltou para a liderança do Grupo A da Copa do Nordeste. Caso o ABC-RN não vença o Vitória amanhã, o resultado classifica o Belo antecipadamente para o mata-mata do torneio regional.

Em um lance de bola parada, o Botafogo-PB mostrou que não estava para brincadeira. Logo aos 2 minutos, Cássio Gabriel cobrou escanteio da esquerda e, após desvio no primeiro pau, Mário apareceu na segunda trave para escorar e marcar o primeiro do Belo.

No minuto seguinte, em um lance bobo, pênalti para o Imperatriz. Cesinha invadiu a área e foi atropelado por Mário. Na cobrança, o próprio Cesinha mandou no canto esquerdo e Felipe, na sua estreia, defendeu a batida.

O jogo era insano e, aos 8 minutos, Cássio Gabriel foi derrubado na área e o árbitro assinalou a marca da cal. Na cobrança do pênalti, Rodrigo Andrade bateu firme no canto esquerdo do arqueiro maranhense e fez o segundo gol botafoguense no jogo.

Com a vantagem de 2 a 0, o Botafogo-PB passou a cadenciar o jogo e administrar o resultado, deixando o adversário com a bola e tentando encaixar algum contra-ataque com a velocidade de Dico e Cássio Gabriel.

Mas o Belo provou de seu próprio veneno aos 31 minutos. Após cobrança de escanteio de Madson pela direita, Renan Dutra subiu livre e cabeceou sem chances para Felipe e diminuiu o placar.

No último lance antes do intervalo, Rodrigo Andrade cobrou falta da direita na cabeça de Everton Heleno, que não acertou firme a bola, que saiu pela linha de fundo.

Segundo tempo

Na volta para a segunda etapa, assim como na primeira, o Botafogo-PB foi para a frente. Logo aos 2 minutos, Cássio Gabriel enfiou a bola para Rodrigo Andrade, que bateu de canhota na saída do goleiro, mas a bola bateu na trave. Na sobra, o camisa 10 tentou empurrar de cabeça opara o gol, mas a defesa afastou o perigo.

O ritmo do jogo era mais lento e as bolas paradas eram de onde saíam as oportunidades de ataque. Aos 17, Cássio Gabriel cobrou falta da meia esquerda e mandou a direita da meta de Waldson. Dois minutos mais tarde, Cássio Gabriel cobrou escanteio da direita, Fred desviou de cabeça e, por pouco, Mário não chegou para completar.

Na sequência, a melhor chance do segundo tempo. Pimentinha recebeu na direita, invadiu a área livre e, na saída do goleiro, nem chutou nem cruzou, e o arqueiro maranhense defendeu com o peito. Lucas Simón, sozinho no meio da área, ficou na bronca com o baixinho.

Em sua primeira estocada após o intervalo, o Imperatriz contou com a ajuda da zaga botafoguense para quase empatar. Aos 26, Lorran cruzou da esquerda, Marcelo Xavier tentou cortar e a bola por muito pouco não entrou no canto esquerdo de Felipe.

A torcida botafoguense estava na bronca com o recuo do time e a atuação, que caiu bastante. E quase teve mais motivos para se irritar porque aos 41, após cruzamento da esquerda, Matheus João cabeceou livre, com muito perigo, quase empatando a peleja.

Com a vitória no sufoco, o Botafogo-PB voltou para a liderança do Grupo A, com 12 pontos e muito próximo da classificação antecipada. No próximo sábado (14), o Belo visita o Santa Cruz, em Recife. No meio da semana a equipe da Maravilha do Contorno joga pelo estadual, em casa, contra o Sousa, na quarta-feira (12). O Imperatriz segue com 7 pontos, na quinta posição do Grupo B. Os maranhenses voltam a campo no Nordestão no sábado (14), quando vai receber o ABC-RN.

 

Fonte: A voz da Torcida

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

João autoriza, com restrições, reabertura de bancos e lotéricas, na PB

governador João Azevêdo autorizou, por meio do decreto 40.141 que será publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (27), o atendimento presencial nas agências bancárias do Estado, que…

Após auxílio para autônomos e informais, Ruy cobra auxílio para empregados e empresas

Na luta contra a pandemia da Covid-19, uma grande conquista foi dada com o auxílio para trabalhares informais e autônomos. Mas ainda há muito o que ser feito, conforme defende…