Por pbagora.com.br

O presidente Jair Bolsonaro decretou como serviços essenciais em meio à pandemia do novo coronavírus, os salões de beleza, barbearias e academias de esportes. Mas a medida, de acordo com o governador João Azevêdo, não valerá na Paraíba.

O gestor estadual justificou sua postura alertando que o Supremo Tribunal Federal (STF) já havia definido que cabe a governadores e prefeitos definirem seus decretos conforme cada realidade.

O motivo apontado por Bolsonaro para tal decreto, mesmo quando o país já conta com mais de 11 mil mortos pela covid-19 é que essas atividades estão relacionadas com a saúde por tratarem do corpo e da higiene. O decreto determina ainda que as atividades precisam obedecer à determinação do Ministério da Saúde para garantir a segurança sanitária de clientes e profissionais.

PB Agora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

200 cidades paraibanas estão com bandeira amarela no Plano Novo Normal

O Governo da Paraíba publicou, neste sábado (23), a 17ª avaliação do Plano Novo Normal Paraíba que passa a vigorar a partir desta segunda-feira (25) (https://paraiba.pb.gov.br/diretas/saude/coronavirus/novonormalpb ). O documento aponta que…

Após suspeita de irregularidades, secretaria de Saúde de JP suspende vacinação em hospital

Nessa sexta-feira (22), o secretário de Saúde de João Pessoa, Fábio Rocha, anunciou que a vacinação no Hospital Nossa Senhora das Neves, na Capital, está suspensa. A decisão foi tomada…