Por pbagora.com.br

 Devido ao avanço do mar, a Defesa Civil interditou quatro bares na Praia do Poço em Cabedelo. A medida foi necessária para evitar acidentes e garantir a segurança aos proprietários e frequentadores do local.

 

Na madrugada do último domingo, a estrutura de palha de um dos bares desabou. Diante desse fato, a Defesa Civil entendeu que havia riscos para os frequentadores e resolveu interditar os outros estabelecimentos.

 

Os estabelecimentos comerciais funcionam no local há mais de 30 anos. Segundo o responsável pela Defesa Civil, Fernando Macedo, houve um acordo entre a Prefeitura e os donos dos bares para ser retirada a parte de palhoça, mais propícia a ação do mar.No momento, apenas a parte de alvenaria dos estabelecimentos estão funcionando.

 

Segundo um dos proprietários dos bares, Lourival Belmiro, a situação é preocupante. “A própria natureza está obrigando a gente deixar o local. A maré avançou muito nos três últimos anos. A gente procurou se prevenir colocando barricadas de areia para impedir a ação do mar , mas de nada adiantou.

 

Existe uma demanda judicial por parte do Patrimônio da União e foi assinado um termo de ajustamento de conduta determinando um prazo para os comerciantes desocupar aquela área que conforme Fernando Macedo “este prazo vence em novembro, no entanto, o avanço do mar antecipou a retirada da parte frontal dos bares, destacou Macedo.

 

Redação com SECOM – Cabedelo

Notícias relacionadas

Decisão de juíza do trabalho impede greve de motoristas de ônibus em João Pessoa

Um pedido impetrado pelo consórcio Unitrans contra o Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Passageiros e Cargas do Estado da Paraíba, que diz respeito a uma greve…

CG: após 6 paradas cardíacas, bebê de 4 meses que caiu da cama deixa UTI do Trauma

Após dar entrada na noite do último dia 4, no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, após cair de uma cama, o bebê de quatro meses da cidade…