Por pbagora.com.br
Foto: Codecom / PMCG

Nesta etapa, será possível constatar se os perfis inscritos se encaixam nos requisitos da Lei que regulamenta o Auxílio Emergencial

Os dados cadastrais dos inscritos no Programa Superação de Auxílio Emergencial da Prefeitura de Campina Grande, gerido pela Agência Municipal de Desenvolvimento (Amde), começam a ser analisados a partir da próxima segunda-feira, 19. A expectativa é de que todo o processo seja concluído até o dia 30 deste mês.

Nesta fase, será possível constatar se os perfis inscritos se encaixam nos requisitos dispostos, conforme Lei que regulamenta o Programa SuperAção Municipal de Auxílio Emergencial. Depois desta etapa, segue o pagamento da 1ª parcela, que será creditada, automaticamente, nas contas bancárias fornecidas no cadastro.

Para garantir a lisura do Programa, o prefeito Bruno Cunha Lima convidou, oficialmente, o procurador geral do Ministério Público da Paraíba (MPPB), Francisco Seráphico Ferraz da Nobrega Filho, para conhecer o Programa e acompanhar suas fases. O gestor solicitou ainda, ao Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), a base de dados de servidores do Município e do Estado, para que possa ser confrontado com o banco de dados cadastral do Programa SuperAção.

Lançamento

Criado pelo prefeito Bruno Cunha Lima e lançado no dia 1º de abril, o pacote econômico está orçado em R$ 1,6 milhão e vai contemplar, em sua etapa inicial, quatro mil famílias do Município, prestando assistência financeira, de caráter suplementar, ao auxilio emergencial pago pelo Governo Federal.

Pagamento

O auxílio será pago em duas parcelas de R$ 200 (duzentos reais) cada, sendo a primeira com previsão de pagamento no dia 30 deste mês e a segunda, no dia 30 de maio, totalizando R$ 400 (quatrocentos reais).

Beneficiados

O pacote econômico de Bruno Cunha Lima vai beneficiar motoristas de transportes escolares, públicos ou privados, cadastrados perante o Município de Campina Grande; músicos ou profissionais da música, que não foram contemplados com nenhum auxílio assistencial; pessoas que perderam seus empregos, nos últimos 12 meses e não foram contempladas pelo seguro-desemprego, nos últimos 60 dias; garçons, recepcionistas e maitres, que atuavam em restaurantes, bares e lanchonetes; além de decoradores de festas; cerimonialistas; e vendedores ambulantes.

Balanço

A fase de cadastramento do Programa Superação foi encerrada na última sexta-feira (16), com 5.660 inscritos. Conforme a AMDE, desde o início do processo, até a finalização do período destinado aos cadastros, o site recebeu 18.988 acessos.

Já na Central de Atendimento via Whatsapp, no período de 2 a 16 de abril, foram feitos 9.987 contatos, dos quais 9.840 foram respondidos satisfatoriamente. As dúvidas mais comuns foram com relação a login e desbloqueio de e-mail; direito ao benefício, conferência de cadastro; e como preencher corretamente o cadastro. Todas foram devidamente sanadas.

 

Codecom/PMCG

Notícias relacionadas

Covid: Alagoa Grande também decreta toque de recolher e outras medidas

Mais uma cidade paraibana terá medidas mais restritivas para conter o avanço da covid-19. Nesta segunda-feira (17), a prefeitura de Alagoa Grande, no Agreste paraibano, publicou um novo decreto com…

Nova campanha do Creci-PB alerta clientes sobre o risco dos falsos corretores

A certeza para o cliente, de segurança no negócio imobiliário e a valorização do corretor de imóveis, profissional qualificado a proporcionar essa garantia são o tema da mais nova campanha…