Por pbagora.com.br

Os delegados deixaram a reunião com o governador Cássio Cunha Lima (PSDB) e decidiram neste momento, por unanimidade, retomar greve em todo o Estado. A categoria ficou insatisfeita mesmo depois que o governo apresentou proposta de garantir aumento de 20% a ser dado em quatro meses, de abril a dezembro deste ano.

Os delegados consideram a proposta uma mera antecipação do que foi acordado para ser dado apenas em 2010. Os delegados reivindicam mesmo tratamento salarial dado as demais categorias jurídicas do Estado. “No final das contas, não houve aumento de um real”, declarou o presidente da Associação de Defesa das Prerrogativas dos Delegados de Polícia Civil na Paraíba (Adepdel-PB), Afrânio de Britto.

Segundo ele, as delegacias funcionarão com 30% do seu efetivo, mas a greve durará por tempo indeterminado.

PB Agora

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Prefeito Cícero Lucena lamenta vacinação fora dos grupos prioritários

Nesta sexta-feira (22), o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (Progressistas) repudiou as inúmeras denúncias de pessoas que estariam furando a fila de prioridades para receber a vacina contra a…

Governo conclui pagamento de auxílio emergencial da Lei Aldir Blanc

O Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), concluiu o pagamento da renda emergencial mensal, prevista pela Lei Aldir Blanc. No Estado, 434 pessoas foram…