Por pbagora.com.br

A defesa do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) contestou a nova denúncia contra o socialista oferecida pelo Ministério Público estadual tornando Ricardo, sua esposa Amanda e seu irmão Coriolano, além de mais outras 5 pessoas, réus suspeitos de fraudes no Laboratório Industrial Farmacêutico do Estado (Lifesa).

A denúncia do Ministério Público da Paraíba (MPPB) foi aceita pelo juiz Adilson Fabrício, da 1ª Vara Criminal de João Pessoa.

De acordo com a defesa de Ricardo Coutinho a denúncia do Ministério Público não deveria ter sido recebida por não estar “estruturada em elementos mínimos que legitimem a persecução penal”.

O advogado Eduardo Cavalcanti ainda complementou:

“No prazo legal e momento processual oportuno, a defesa irá provar a inocência do ex-governador”.

Entenda:

Ricardo, Amanda e Coriolano viram réus em nova ação da Calvário

PB Agora

Notícias relacionadas

Ex-prefeito e pai da atual gestora de Duas Estradas morre de covid-19

O ex-prefeito do município de Duas Estradas, Roberto Carlos Nunes, de 53 anos faleceu em decorrência de complicações causadas pela covid-19. O ex-gestor havia sido internado em um hospital de…

Covid: Mais de 50 mil pessoas de outros estados se vacinaram na Paraíba, diz TCE

Na lista de vacinados na Paraíba aparecem possíveis falhas, como o uso de CPFs inexistentes de 8.973 pessoas e 341 que já estariam mortas. Inconsistências relativas à faixa etária; intervalo…