Por pbagora.com.br

O Hospital Materno Infantil João Marsicano de Bayeux foi desinterditado eticamente pelo Conselho Regional Medicina da Paraíba (CRM) na tarde desta sexta-feira (17).

Conforme documento do Conselho, a desinterdição ocorrerá a partir da meia noite deste sábado (18) e os médicos do hospital estão autorizados a realizar procedimentos cirúrgicos na unidade hospitalar.

Desde a notificação do CRM, a Prefeitura de Bayeux, através da Secretaria de Saúde, iniciou uma força tarefa afim de solucionar os problemas encontrados no hospital.

O prefeito Berg Lima explicou que a unidade vem passando por um processo de melhoria e investimentos maciços para agilizar o atendimento e prestação de serviços.

“Atendemos as exigências do CRM o mais rápido possível para não prejudicar o atendimento. O Materno vem passando por melhorias mensais e já compramos a máquina de autoclave que vai ser fundamento na estilização, assim como adquirimos mais medicamentos e equipamentos”, explicou Berg Lima.

Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Promotoria cobra implementação de políticas públicas que garantam moradia, em JP

O Ministério Público da Paraíba está cobrando do poder público a implementação de políticas que garantam moradia às pessoas em situação de rua e aquelas que vivem em vulnerabilidade social,…

TCE-PB multa Berg por irregularidades em compras de materiais de construção

A 1ª Câmara do Tribunal de Contas da Paraíba julgou irregular, nesta quinta-feira (24), procedimento de adesão, pela Prefeitura de Bayeux, a ata de registro de preços objetivando a compra,…