O Hospital Materno Infantil João Marsicano de Bayeux foi desinterditado eticamente pelo Conselho Regional Medicina da Paraíba (CRM) na tarde desta sexta-feira (17).

Conforme documento do Conselho, a desinterdição ocorrerá a partir da meia noite deste sábado (18) e os médicos do hospital estão autorizados a realizar procedimentos cirúrgicos na unidade hospitalar.

Desde a notificação do CRM, a Prefeitura de Bayeux, através da Secretaria de Saúde, iniciou uma força tarefa afim de solucionar os problemas encontrados no hospital.

O prefeito Berg Lima explicou que a unidade vem passando por um processo de melhoria e investimentos maciços para agilizar o atendimento e prestação de serviços.

“Atendemos as exigências do CRM o mais rápido possível para não prejudicar o atendimento. O Materno vem passando por melhorias mensais e já compramos a máquina de autoclave que vai ser fundamento na estilização, assim como adquirimos mais medicamentos e equipamentos”, explicou Berg Lima.

Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Covid-19: secretário anuncia chegada de testes rápidos à Paraíba

O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, anunciou para esta quinta-feira (2), o recebimento dos testes rápidos para a Covid-19. No entanto, Medeiros declarou que haverá uma avaliação visando…

Análise: os “mamadores” do governo Cartaxo e o desprezo à vida deixam prefeito em situação de “calamidade” técnica

Os que me conhecem, sabem! Sou completamente apaixonado pela história da humanidade e, quando adulto, desenvolvi paixão acentuada pelos praças paraibanos que foram à Itália, em situação precária, combater o…