O Sindicato dos Trabalhadores em Correios e Telégrafos na Paraíba (SINTECT-PB) decidiu acatar o pedido do Tribunal Superior do Trabalho (TST) para mediar a negociação sobre os direitos reivindicados pela categoria até o dia 31 de agosto. A decisão aconteceu após assembleia realizada na noite de ontem (31).

Em declaração à imprensa o diretor do sindicato, Toni Sérgio, informou que caso proposta do TST não atenda os trabalhadores, eles devem entrar em greve a partir do dia 1º de setembro. De acordo com ele, as propostas da empresa apresentadas este ano são nociva aos trabalhadores porque representam a retirada de direitos como vale-alimentação, redução do adicional de férias e redução de adicional noturno e do fim de semana.

A Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares (Fentect) afirma que está “pela manutenção de todos os direitos conquistados ao longo de décadas”.

Entenda mais: Correios fará assembleia nesta quarta-feira e pode parar na Paraíba

 

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Cagepa flagra mais um desvio de rede de água no Sertão

Equipes da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) flagraram mais um desvio de furto de água no sistema adutor Coremas/Sabugi, por meio da operação Onça d’Água. Desta vez,…

Estela Bezerra é alçada presidente municipal do PSB de João Pessoa

O PSB de João Pessoa está sob nova direção. Após a renúncia do ex-presidente Ronaldo Barbosa do cargo, a direção agora ficará sob as rédeas da deputada estadual Estela Bezerra…