A Paraíba o tempo todo  |

API: Marcos Weric estuda criar agência de checagem contra fake news

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

O candidato a presidente da Associação Paraibana de Imprensa (API) pela chapa única API Unida e Renovada, o jornalista Marcos Weric destacou, em entrevista ao programa F5, da 89 Rádio Pop nesta quinta-feira (22), que desde o início de sua carreira, há 17 anos, vem participando ativamente das atividades da imprensa local, o que o levou à disputa.

“Não vou mentir que sempre passou na minha mente a intenção de um dia disputar a presidência da API. Confesso que não esperava ser agora, nesse momento, mas a conjuntura fez com que meu nome fosse levantado”, explicou.

Entre as suas propostas está a criação de uma agência de checagem para fomentar o combate às fake news. Conforme ele, será feita uma busca por parceiros para garantir a implantação da ferramenta que deve ser disponibilizada no site da API.

De acordo com o jornalista, o candidato à API seria Edmilson Pereira, no entanto houve recusa do convite por motivos pessoais. Ao aceitar disputar a presidência, Marcos Weric afirmou que o foco da candidatura seria o diálogo.

“Eu aceito, mas primeiro quero conversar com todo mundo. Sei que é difícil, mas vou buscar o consenso, vou buscar uma chapa única”, declarou.

O jornalista lembrou que as disputas sempre foram acirradas e lembrou o episódio do ano passado, em que sua chapa saiu vitoriosa, mas a Justiça precisou intervir e a eleição foi adiada.

“Fiz uma avaliação que todo mundo saiu perdendo. Nossa chapa saiu vitoriosa do processo, mas a categoria como um todo saiu perdendo. Porque a mensagem que passamos foi de que a Associação da Imprensa não consegue debater e dialogar entre si, e tem que vir a Justiça intervir nisso, e também o momento da pandemia”, lembrou.

Marcos Weric também revelou que todos os nove ex-presidentes da Associação estão apoiando a chapa única API Unida e Renovada.

do Paraíba Já

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe