Por pbagora.com.br

O partido que decidir fazer uma composição com a pré-candidata do PV, Edilma Freire, na disputa pela prefeitura da Capital, terá que vir sabendo que existe apenas uma vaga disponível na chapa majoritária – a de vice. Apesar da recente debandada de ex-auxiliares, o partido do prefeito Luciano Cartaxo (PV) segue determinado a seguir com a candidatura própria.

A informação foi confirmada nesta sexta-feira (04) pelo secretário de Articulação política da Prefeitura de João Pessoa Hildevânio Macedo, durante entrevista ao Sistema Arapuan.

Segundo ele, O PV já enviou emissários para realizar conversas entre interlocutores do PV e do PSB com vistas a uma aliança nas eleições deste ano em João Pessoa.

Pelas declarações do secretário, a expectativa é de que o partido do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) compunha a chapa na vaga de vice, com uma indicação.
“Não existe plano B para ela ser vice”, garantiu o secretário.

Até esta sexta-feira seis auxiliares já havia deixado a gestão Cartaxo, são eles: Diego Tavares, Socorro Gadelha, Daniela Bandeira, Eduardo Pedrosa, Djalma Pereira e Marianne Goes. Dos seis, quatro já acenaram para entendimento e apoio à pré-candidatura de Cícero Lucena, do PV, em detrimento do nome de Edilma Freire.

CARTAXO MINIMIZA BAIXA

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV) minimizou a saída do partido dos ex-auxiliares da sua gestão que não foram escolhidos para concorrer a sucessão municipal: Socorro Gadelha, Diego Tavares e Edilma Freire.

O gestor municipal declarou que só existe uma vaga de pré-candidato e que todos que estavam no páreo, incluindo a escolhida, Edilma Freire sabiam disso.

Ele ainda declarou que o interesse individual não pode prevalecer acima do coletivo e que cada um tem que fazer seu juízo de valor sobre a saída dos ex-auxiliares.

“Cada um que faça seu juízo de valor, que faça a sua avaliação. A gente não pode sobrepor interesse particular, interesse individual sobre interesse coletivo. A gestão é feita para a cidade, para as pessoas e é isso que a gente está fazendo na nossa Capital. Tivemos quatro pré-candidatos que acreditaram nessa gestão, se colocaram como pré-candidatos porque participaram e ajudaram a construir, acreditaram e defenderam muito esse modelo de gestão, mas só existia uma vaga para prefeito. A decisão tomada pelo partido demonstra a cada dia que foi a melhor” enfatizou.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

TV ALPB é premiada em concurso nacional por documentário

A TV Assembleia continua ampliando os seus horizontes no cenário nacional, com sua programação diversificada, que extrapola os limites da informação meramente política, e, especialmente, pela dinâmica de sua produção…

Suposto atentado contra Nilvan Ferreira teria sido apenas briga de trânsito

A Polícia Civil da Paraíba já identificou os suspeitos de terem sacado uma pistola no meio de um evento de campanha realizado pelo pré-candidato a prefeito de João Pessoa, Nilvan…