Os delegados de polícia civil na Paraíba, integrantes do movimento grevista no Estado, não tiveram seus ordenados depositados, ao contrário do restante dos servidores estaduais, o que confirma o corte de ponto anunciado pelo então governador da Paraíba, Cássio Cunha Lima.

Segundo o presidente da Associação de Defesa das Prerrogativas de Polícia Civil do Estado (Adepdel-PB), Afrânio de Britto, a categoria se encontra estarrecida pelo não depósito dos valores.

“A categoria se encontra estarrecida pelo corte de ponto”, disse Afrânio.

“Alguns colegas de trabalho receberam apenas a quantia de R$ 170,00”, completou o delegado.

O Tribunal de Justiça da Paraíba decidiu, no último dia 11, por ampla maioria dos votos, derrubar a liminar concedida pelo juiz convocado Fábio Leandro, proibindo o Estado de cortar o ponto dos delegados de polícia em greve.

Durante a votação, o relator do processo, desembargador Manoel Monteiro, teve voto vencido pela ampla maioria dos colegas. Na prática, a corte acolheu o agravo interno do Estado da Paraíba, cassando os efeitos da liminar concedida pelo juiz convocado Fábio Leandro, nos autos de mandato de segurança impetrado pelos delegados de polícia contra atos dos secretários Eitel Santiago (Segurança e Defesa Social) e Gustavo Nogueira (Administração).

A partir da decisão do Tribunal de Justiça, o Governo do Estado estava autorizado a aplicar o corte de ponto dos delegados que se ausentaram dos seus serviços.


Thiago Moraes

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Conjunto Aluízio Campos terá frota especial de coletivos nesta 2ª

A Prefeitura de Campina Grande, através da Gerencia de Transportes da STTP, divulgou na tarde deste domingo, 10, que estará disponibilizando uma frota especial de transporte coletivo, para atender a…

Bolsonaro marca reunião com deputados para anunciar saída do PSL

O presidente Jair Bolsonaro decidiu mesmo sair do PSL. De acordo com informações da Revista Crusoé, das hostes bolsonaristas, ele convocou deputados do partido para uma reunião às 16h desta…