Um fato bastante relevante para o Estado da Paraíba, e que praticamente passou despercebido de quase todos, inclusive, da vigilante imprensa paraibana: a Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) entraram para o ranking das melhores universidades do mundo.

No contexto nacional, estas duas instituições que, originalmente, eram uma só e depois foram desmembradas, também estão entre as 50 melhores do país, conforme o World University Rankings 2019-2020, divulgado este mês pelo Center for WorldUniversity Ranking. O Ranking envolve duas mil instituições de ensino superior em todo o mundo, sendo 52 do Brasil.

Motivo de grande regozijo, para todos nós paraibanos: a Universidade Federal da Paraíba que, vem sendo torpedeada pela gestão de Jair Bolsonaro e seus seguidores, ocupa orgulhosamente a 27ª posição no país, de acordo com a classificação, e a 5ª na Região Nordeste.

Ainda de acordo com o World University Rankings 2019-2020, a Universidade Federal de Campina Grande ocupa a 46ª colocação no Brasil, e a 8ª no Nordeste.
Entrosados

O governador João Azevêdo e o seu antecessor Ricardo Coutinho podem até terem andado chateados um com o outro. Mas quem estiver esperando rompimento entre os dois é melhor esperar sentado. Em recentes declarações, Azevêdo aponta Coutinho como fortíssimo candidato do seu partido, o PSB, à prefeitura de João Pessoa.

Enquanto isso, nesta quarta-feira (14), o ex-governador Ricardo Coutinho festejou o aniversário de João: “Hoje é dia de desejar um feliz aniversário para o governador João Azevêdo. Desejo felicidade, saúde e muitos anos de vida para continuar trabalhando pela nossa Paraíba”.

Transposição

O ex-governador Ricardo Coutinho está articulando um grande evento popular em Monteiro, para despertar a atenção do país em tom de pedido de socorro para a transposição das águas do Rio São Francisco.

Marcado para 1º de setembro, às 10h, no mesmo local em que houve a inauguração popular daquele trecho da transposição com a presença dos ex-presidentes Lula e Dilma, o evento se chamará SOS Transposição.

Diz o ex-governador e presidente da Fundação João Mangabeira, Ricardo Coutinho, em sua convocação para este evento: “O Nordeste vai se encontrar em Monteiro, na Parahyba. O Brasil está convidado. Não aceitaremos que destruam a transposição do Rio São Francisco. Dia 1º de setembro, às 10h. Novamente, Monteiro será a capital da luta do povo brasileiro”.

 

Wellynton Farias
PB Agora

Total
1
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Prédio residencial desaba em bairro de classe média de Fortaleza

Um prédio residencial localizado na Rua Tibúrcio Cavalcante, nº 24, no Bairro Dionísio Torres, em Fortaleza, identificado como Condomínio Andrea, desabou na manhã desta terça-feira (15). O Corpo de Bombeiros…

Calvário: “Cabe a nós que essa ação não atrapalhe nossos trabalhos”, diz Wilson Filho

Líder do blocão na Assembleia Legislativa da Paraíba, o deputado estadual Wilson Filho, do PTB, defendeu, nesta terça-feira (15), a legitimidade do judiciário paraibano em realizar suas ações e defendeu…