Por Wellington Farias

Transformar a pasta num verdadeiro instrumento de apoio, sobretudo, da mulher da camada mais carente, com o aperfeiçoamento das políticas públicas, além de inclusão de outras mais atuais e eficazes. Esta é a meta da jornalista Nena Martins à frente da Secretaria Extraordinária de Políticas Públicas para as Mulheres da Prefeitura Municipal de João Pessoa.

Ela antecipou que não medirá esforços para fazer valer as suas ideias e as orientações do prefeito Cícero Lucena. Para isso, porém, já está em busca de parcerias, tanto no setor público, quando no campo privado. “Vamos reacender a chama das Políticas Públicas para Mulheres para que as coisas de fato venham a acontecer”, frisou a secretária.

Logo nos primeiros dias à frente da pasta, Nena Martins concedeu a entrevista que se segue à coluna:

Papel da Secretaria
Nena Martins – A Secretaria tem como papel fundamental: contribuir para a promoção de equidade de gênero, por meio da implementação de políticas públicas que efetivem os direitos humanos das mulheres e elevem a sua cidadania, superando as situações de desigualdades vivenciadas pela mulher na sociedade.

Assistência à mulher vítima de violências
Nena Martins – O Governo Cícero Lucena tem um olhar voltado para as políticas públicas para as mulheres, através da Secretaria da Mulher. Tomei posse na sexta-feira, mas recebi a Secretaria da doutora Adriana Urquiza na segunda-feira. Estou tomando pé de todos os projetos, de tudo, para que possamos avaliar o que poderá ser reforçado. Mas já estamos com ideia de criar vários outros projetos em prol da mulher especialmente aqueles voltados para a mulher vítima de violência doméstica, porque tem muitas delas em situação de risco; para a saúde da mulher, que é muito importante. Temos ideia para instituir cursos profissionalizantes, para aperfeiçoar esta mão de obra feminina, de modo que elas possam até produzir em casa mesmo. Os cursos profissionalizantes viriam assistir a mulher vítima de violência doméstica. E não vamos medir esforços para tanto, porque temos muitas mulheres nas comunidades precisando de ajuda. E nós vamos visitá-las para ajudá-las. Vamos promover reuniões com Associações de mulheres, para o que já iniciamos contatos. Nós temos o Centro de Referência da Mulher, que diariamente recebe mulheres vitimas de violência doméstica e que recebem assistência psicológica, social, advocatícias. Vamos aperfeiçoar cada vez mais o atendimento do Centro de Referência da Mulher.

Formando parcerias
Nena Martins – A Secretaria precisa de ajuda para fazer acontecer. Não vou medir esforços para buscar parcerias também no setor privado. O que eu percebo no prefeito Cícero Lucena é que, antes de tudo, deseja fazer uma administração diferenciada, como também realizar os sonhos que não pode concretizar durante todos esses anos depois que saiu da PMJP na sua última gestão. Eu já comecei buscar as parcerias. Precisamos do apoio do Ministério Público, do Tribunal de Justiça, do Governo do Estado, da Delegacia da Mulher. Mantive vários contatos com a delegada Maysa Félix e falamos sobre os atendimentos na Delegacia que, por sinal, já visitei. Desde já agradeço à Polícia Civil pelo relevante trabalho que tem feito em prol da mulher.

Viabilizando parcerias
Esta semana já estive com a Secretaria Estadual da Mulher, Lídia Moura, quando acertamos que faremos parcerias em prol da mulher pessoense. Nós precisamos da ajuda da Secretaria da Mulher do Estado, as mulheres precisam dessa parceria. Já estive esta semana com o secretário municipal da Saúde, doutor Fábio Rocha. Está se aproximando o mês de março, Mês da Mulher, cujo Dia Internacional é comemorado no dia 8. E nós já estamos conversando no sentido de fazer ações conjuntas em favor da saúde da mulher já agora, no início da gestão de Cícero Lucena, especialmente as menos favorecidas, para suprir a carência de quem não tem como pagar uma mamografia, ultrassonografia, prevenir o câncer de mama e o de colo de útero, que têm aumentado muito. Eu não sou uma pessoa de gabinete, sou mais do campo, de ir buscar quem está precisando de ajuda e, para tanto, não vou medir esforços. Coloco Deus acima de tudo. Tenho certeza de que o prefeito Cícero Lucena irá me dar respaldo para resolver essas questões. Meu objetivo é trabalhar muito. Quero demais corresponder às expectativas do prefeito Cícero Lucena que confiou-me a responsabilidade de cuidar das mulheres vulneráveis de João Pessoa.

Centro de Referência
Nena Martins – Centro de Referência da Mulher Dinalva Bezerra faz parte da Secretaria da Mulher, do Estado. É um serviço de atendimento às mulheres em situação de violência doméstica e familiar. O numero para contatos 0800 2833883 se destina a atender a essas vítimas de violência doméstica. Quando elas pedem ajuda, são imediatamente assistidas por assistentes sociais, psicólogas e advogadas. Este é um espaço onde as mulheres em situação de violência doméstica e familiar são acolhidas e orientadas para a rede de atendimento. Este Centro, que fica na Rua Afonso Campos, 111, no Centro de João Pessoa, tem uma equipe multiprofissional que também inclui arte-educadoras, terapeutas. Além do 0800 temos também os numeros3221-4273 e 3214-3230, com atendimento que é feito de segunda a sexta-feira das 8 às 17 horas. Tem também um número nacional (180) que é até mais prático para pedir atendimento quando se estiver sofrendo violência.

Ronda Maria da Penha
Nena Martins – A Ronda Maria da Penha, que faz parte da Secretaria da Mulher, é um programa que foi implantado em 2017 por meio de Termo de Cooperação Técnica entre o Tribunal de Justiça e a Prefeitura de João Pessoa, por intermédio da Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres. O Juizado de Violência Doméstica e Familiar, e a Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania. O serviço tem como objetivo garantir as medidas protetivas de urgência, conforme a lei. A Ronda faz triagens, visitas, monitoramentos e ações educativas.

Por Wellington Farias

Notícias relacionadas

João Pessoa tem novos pontos de alagamento e rua é interditada por Semob

Devido as forte chuvas que continuam na região litorânea da Paraíba, João Pessoa teve novos pontos de alagamento neste sábado (27). O asfalto cedeu na Rua das Acácias, no bairro…

Supermercado é interditado em JP por descumprir decreto municipal

A Vigilância Sanitária interditou neste sábado (27), em Super Mercado, situado no Bairro dos Estados, em João Pessoa, por descumprir o Decreto Municipal com medidas contra a Covid-19. A fiscalização…