Por Wellington Farias
 
 

Em todo ano de eleições é assim, e em 2020 provavelmente não será diferente. Antes mesmo de saber quem apoia quem, começa o tiroteio de acusações, destruição de reputações, e até calúnias e difamação.

É desse modelo: primeiro se atitá pede a para se valorizar e depois terminam se juntando, acusados e acusadores; caluniados e caluniadores; bandidos e mocinhos.

As bombas

Podem ficar certos de que assuntos que estão enterrados há muito serão exumados. A primeira pá de terra tirada da cova de um cadáver em avançado estado de putrefação foi as das obras da Lagoa do Parque Solon de Lucena, que a gestão de Luciano Cartaxo, Sobre quem recai a acusação de culpa, ao arrepio da lei passou a chamar de Parque da Lagoa.
A questão ainda está sob investigação do Ministério Público e cabe a ele provocar a Justiça se for o caso.

Este assunto estava desde há muito fora da pauta do noticiário, como também da Boca Maldita, que fica entre a Praça João Pessoa e o Ponto de Cem Réis, reduto das más línguas de João Pessoa. Mal começou o novo ano, o assunto já volta à badalação em tudo que é portal e emissora de rádio.

O objetivo é um só: provocar o desgaste eleitoral do prefeito Luciano Cartaxo e o seu grupo.

Calvário

Este assunto que vem sendo abordado desde o ano passado e continua atual como nunca, com toda certeza estará na pauta ao longo de todo 2020, com perspectiva de se estender até 2022, dependendo da conjuntutá que for se formando até lá.

A Operação Calvário, no entanto, poderá sofrer uma desaceleração se não for seletiva e atingir um grau de invasão que va bater dentro do Legislativo e, principalmente, do próprio Ministério Público e do Poder Judiciário. Porque, assim sendo, terá sido aí onde a porca torce o rabo…

 

Wellington Farias

PB Agora

 
 

Por Wellington Farias

Notícias relacionadas

Setenta e nove cidades da Paraíba estão sob alerta de fortes chuvas, neste sábado

Para este sábado (06), o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta amarelo para perigo de chuvas intensas até às 11h, em 79 municípios da Paraíba. De acordo com o…

Opinião: O “mimimi” de Bolsonaro é cortina de fumaça para o escândalo da mansão

O presidente Jair Bolsonaro despenca na popularidade, segundo as pesquisas mais recentes. Apesar de tudo, Bolsonaro continua polemizando com um discurso na contramão das expectativas do País, desdenhando da grave…