“Nosso São João”: Ana Cláudia sugere que Prefeitura crie auxílio emergencial para prejudicados com adiamento da festa em Campina

A pré-candidata à Prefeitura de Campina Grande Ana Cláudia Vital participou de conversas on-line nos últimos três dias com representantes de diversos segmentos que trabalham durante a realização do Maior são João do Mundo, visando debater os prejuízos do setor com a pandemia do novo coronavírus e buscar propostas que possam amenizar o sofrimento, principalmente, das pessoas que dependiam deste período da festa para manter o sustento de suas famílias.

Das reuniões surgiu a proposta, que Ana Cláudia vai levar para a Câmara Municipal, através do vereador Galego do Leite (Podemos), da criação de um auxílio emergencial específico para este pessoal. O auxílio, que recebeu o nome sugestivo de “Nosso São João”, seria no valor de R$ 500,00, pago em cota única, se possível antes do dia 24 de junho, que é o Dia de São João.

O auxílio beneficiaria as pessoas em situação de maior vulnerabilidade social, que trabalham na festa todos os anos, a exemplo de catadores de resíduos, costureiras que trabalham para as quadrilhas, os contratados temporariamente no período do evento para fazer a limpeza do Parque do Povo, músicos e técnicos de som e luz que atuam nos trios de forró e nas pequenas bandas, vendedores ambulantes de bebidas e de milho cozido, dentre outros.

Origem dos Recursos – Segundo Ana Cláudia, os recursos para pagar o auxílio “Nosso São João” podem vir das transferências federais específicas para a realização de ações durante a pandemia, visto que trata-se de uma verba já direcionada às prefeituras para investimento única e exclusivamente em ações relacionadas à pandemia, o que não geraria despesa extra para o erário municipal.

“Seria uma forma de empregar bem os recursos que chegaram de transferências federais e, ao mesmo tempo, aliviar um pouco o sofrimento de tantos segmentos que atuam no nosso São João e que dependem deste período da festa para ter uma renda. Com o adiamento do São João, muitos tiveram suas expectativas frustradas e a Prefeitura, pagando o auxílio, estaria fazendo um grande bem a estas pessoas”, afirmou Ana Cláudia.

Ela lembrou ainda que o auxílio emergencial de R$ 600,00 pago pelo governo federal não chegou para todo mundo, inclusive muitas pessoas que até tem direito não receberam porque a solicitação ainda se encontra “em análise”. “Estamos sugerindo ao vereador Galego do Leite, do Podemos, o nosso partido, a elaboração da proposta, para apresentar na Câmara que, em sessão remota, pode votar e aprovar, com a sensibilidade dos demais vereadores, e fazer esse bem a estas pessoas”, declarou Ana.

Assessoria de Imprensa

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Governador anuncia nesta segunda a retomada de obras suspensas na pandemia

O governador João Azevêdo anuncia nesta segunda-feira (6), às 10h, por meio de transmissão ao vivo em seus perfis oficiais e nas páginas oficiais do Governo da Paraíba no YouTube…

Paciente com covid irá para hospital privado quando não houver vaga no SUS

Os hospitais privados da Paraíba terão que internar pacientes infectados pelo novo coronavírus quando não houver vaga na rede pública de saúde da Paraíba. Essa é a lei 11.722, de…