O início das aulas da rede estadual de ensino no Município de Quixaba, na última segunda-feira, 09, foi marcado por revolta dos alunos do Ensino Médio que residem na zona rural. Eles aguardaram transporte para levá-los até à cidade, algo que não aconteceu. Os professores, que tiveram o transporte garantido pela Prefeitura, foram para dar aula, mas as salas permaneceram vazias.

Revoltados, os alunos se reuniram e foram falar com o prefeito Julio Cezar, pedir uma solução. Mesmo sem ser de sua responsabilidade o transporte de alunos da rede estadual, tendo em vista não ter sido assinado a pactuação do transporte escolar com o governo do Estado, a administração municipal, sensibilizada com a situação que passa o alunado, colocou todos os veículos, um total de doze, sendo oito contratados, disponíveis para transportar os estudantes até a sede. “Teremos dificuldade para fazer esse transporte por não termos o mapa das localidades em que pegar os alunos”, disse Cezar.

O prefeito de Quixaba explicou que mês passado enviou ofício para a Secretaria Estadual solicitando parceria para a efetivação do transporte escolar, mas que até o presente não recebeu resposta. O Ensino Médio de Quixaba possui aproximadamente 200 alunos, sendo sua grande maioria residente na zona rural. Julio informou que vai procurar a 6ª Região de Ensino, em Patos, para que tome as devidas providências a fim dos estudantes não ficarem prejudicados, já que a Prefeitura não sabe até quando poderá manter essa despesa extra.

Assessoria

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Inscrições para concurso da Prefeitura de Sapé terminam neste domingo

Terminam hoje (19) as as inscrições no concurso para a Prefeitura de Sapé, na Zona da Mata paraibana. De acordo com o edital, o certame oferece 182 vagas em cargos…

Estado da Paraíba: aumenta severidade da condição de seca grave

A última atualização do Monitor de Secas aponta que a Paraíba teve um aumento da severidade da condição de seca grave entre a região da Borborema e Agreste paraibano. No…