A Paraíba o tempo todo  |

Alô Saúde completa mais de 500 atendimentos e expande cobertura no Sertão e Alto Sertão

O Alô Saúde – central de atendimento que tira dúvidas sobre síndrome gripal – vai passar a ter sede também em Cajazeiras com atendimento feito por profissionais médicos da região. O objetivo é abranger todas as três Macrorregiões de Saúde (João Pessoa, Campina Grande e Sertão/Alto Sertão).

“Essa é uma forma de facilitar o atendimento e o direcionamento do fluxo de orientação do serviço que o usuário deve buscar, considerando que os profissionais que vão realizar o atendimento já têm conhecimento prático de como funciona a rede de serviços de saúde na região”, explicou a coordenadora do Alô Saúde, Drica Tófoli.

O Alô Saúde foi criado para desafogar os serviços de saúde, evitando que as pessoas estejam, quando em dúvida sobre os sintomas gripais, transitando em locais que possam ser facilitadores de contaminação, se expondo e expondo os outros.

“O atendimento é feito via telefone em três sedes: João Pessoa (Escola de Saúde Pública), Campina Grande (Hospital de Clínicas) e, agora, em Cajazeiras, em parceria com a Faculdade Santa Maria (FSM), por meio do convênio com a Rede Escola SUS/PB, com apoio logístico e estrutural para os médicos residentes e preceptores dos Programas de Medicina de Família e Comunidade”, declarou Drica.

Até o momento, o Alô Saúde já realizou 543 atendimentos e a maior parte da procura é por pessoas que apresentam sintomas gripais. O número de pessoas com casos leves orientadas a permanecer em casa está em 81% desse total.

Alô Saúde – O interessado deve ligar para o número (83) 3211-9844, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, para ser atendido por médicos que tirarão todas as dúvidas e darão as orientações sobre as condutas necessárias ou qual serviço de saúde que deverá ser procurado, se for o caso. O serviço poderá ser acessado de qualquer localidade.

O objetivo da estratégia ‘Alô Saúde’ é tirar dúvidas relacionadas às doenças que apresentem sintomas gripais e evitar que a população se dirija aos serviços de referência em busca dessas orientações. Assim, os usuários poderão ter as informações necessárias em casa e a procura por atendimento médico presencial será indicada apenas para os casos de maior risco ou mais graves, evitando as longas filas de espera e aglomerações nos serviços de saúde.

O diretor geral da ESP-PB, Felipe Proenço, destaca que o canal de atendimento tende a ser ampliado, no futuro, para outros agravos: “Com a redução dos casos de síndrome gripal, a ideia é que o ‘Alô Saúde’ possa ser utilizado para orientar a população sobre sintomas e procedimentos relativos a outras doenças, sempre no sentido de ampliar o acesso da população às orientações de saúde”.

Secom

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe