O Congresso Nacional promulgou hoje (26) a emenda de número 100, que prevê a execução obrigatória de emendas das bancadas estaduais no Orçamento da União. O projeto da emenda foi uma demanda dos congressistas para maior distribuição de recursos a Estados e municípios, diminuindo a centralização no governo federal. Com isso, a execução obrigatória dessas emendas seguirá as mesmas regras das individuais, que já são impositivas.

De acordo com o deputado paraibano e relator da PEC na CCJ da Câmara Federal, Aguinaldo Ribeiro (Progressistas), a medida é uma grande conquista para o Brasil, sobretudo para estados e municípios que sofriam com a falta de certeza sobre os recursos destinados a algumas obras.

“Nós tínhamos no passado um momento de muita angústia sobretudo nos estados e municípios brasileiros onde por exemplo se iniciava uma obra importante em um município ou do estado e você não tinha a convicção ou a certeza de que essa obra seguiria no ritmo em razão de você não ter assegurado esses recursos, o orçamento impositivo fará com que essa realidade seja totalmente modificada porque você terá a obrigatoriedade de que essa obra não pare” disse.

Aguinaldo ressaltou ainda, durante pronunciamento no Senado Federal, que a aplicação das execuções a partir de agora será mais democrática, participativa e com maior transparência.

“Eu não tenho dúvida nenhuma que foi uma grande conquista para o Brasil, sobretudo onde nós vamos poder ter um orçamento mais democrático, mais participativo e com um maior acompanhamento de toda a população com muito mais transparência” comemorou.

Redação com Assessoria
Total
0
Compartilhamentos
Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Rua em frente à Central de Polícia passa a funcionar em sentido duplo em JP

A rua que fica em frente a Central de Polícia Civil, no bairro do Geisel, em João Pessoa, passa a funcionar em mão dupla a partir desta sexta-feira (19). A…

PB não recebe camisinhas do Governo Federal desde carnaval

A Paraíba não recebe remessa de preservativos do Governo Federal desde o carnaval desse ano. A informação da gerente operacional de IST (Infecções Sexualmente Transmissíveis), Aids e Hepatites Virais da…