A Paraíba o tempo todo  |

Aeronáutica localiza em alto mar destroços de avião que podem ser de empresário paraibano

Equipes da Força Aérea Brasileira localizaram uma tampa de entrada de ar que pode ser do monotor PA-46 Piper Malibu, que está desaparecido desde a noite da última terça-feira (21) no estado do Rio de Janeiro, que levava um empresário paraibano Francisco Fernandes Dutra para São Paulo.

Até agora, a aeronave da FAB já cobriu uma área superior a 760 Km², que abrange a região entre a Barra da Tijuca e a Baía de Sepetiba. Trinta e oito militares da Força Aérea Brasileira participam dessa missão, sendo 28 do Esquadrão Puma, da Base Aérea dos Afonsos, e 10 do Salvaero Curitiba, centro de coordenação de busca e resgate.

O avião monomotor que levava o empresário Francisco Dutra desapareceu desde a última terça-feira (21) no estado do Rio de Janeiro. De acordo com informações da Aeronáutica, a aeronave, de modelo Piper PA-46 Malibu, decolou às 19h35 do aeroporto de Jacarepaguá e caiu no mar.

O avião, que tinha capacidade para seis pessoas mais a tripulação, seguia com destino ao aeroporto Campo de Marte, em São Paulo. Além de Francisco Fernandes Dutra, que é empresário natural de São José de Pinharas, no Alto Sertão da Paraíba e distante 492 quilômetros da capital João Pessoa, estava a bordo o piloto Fernando Rubinho Lopes, 36 anos. Segundo a família, o empresário é do ramo da construção civil e fazendeiro. Ele esteve na sua terra natal, pela última vez, no ano passado.

O Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa-3) – subordinado ao Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), com sede em Brasília – ainda aguarda a localização dos destroços para intensificar as apurações sobre as causas do acidente. Segundo a Anac, a aeronave estava com todas as revisões em dia, assim como a documentação do piloto.

Desde esta quarta-feira (22), um helicóptero da aeronáutica e um navio da marinha brasileira estão realizando buscas na região sul de Jacarepaguá, entre a Barra da Tijuca e Paraty, no estado carioca. De acordo com informações da assessoria de comunicação da Força Aérea Brasileira (FAB), as buscas pela aeronave de pequeno porte foram reiniciadas no início da manhã desta quinta-feira.

O major-aviador Silvestre, integrante do Seripa-3, informou que nesta quarta-feira as buscas foram feitas cerca de uma milha náutica, tomando como ponto de referência o Aeroporto de Jacarepaguá, no Rio. Apesar de Silvestre já ter admitido que o avião possa ter caído no mar do Rio, as buscas se intensificaram desde a Restinga de Marambaia, na Barra da Tijuca, até Paraty, no Sul do Estado do Rio. Segundo informações da FAB, o avião perdeu o contato com a torre de controle de voo assim que decolou do Aeroporto de Jacarepaguá. E ainda é apurado se o monomotor fez um pouso de emergência em algum lugar. O major disse que as buscas estão sendo coordenadas pelo Salvaero do Departamento de Controle de Espaço Aéreo (Decea).

Participam da operação o navio patrulha Gurupi com o apoio de equipes da agência em Paraty e das delegacias em Angra dos Reis e Itacuruçá. Um helicóptero da FAB também dá apoio às buscas.

O programa Cidade Alerta, da TV Record, exibiu uma entrevista com o Capitão dos Portos, Fernando Cozzolino, ao vivo.

Assista:

 

 

Rede Record

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe