O dia 7 de Outubro será decisivo para os paraibanos escolherem através do voto, o pròximo governador que vai comandar os destinos do Estado pelos próximos quatro anos. O anseio de todos os eleitores, é que o próximo governante revolva problemas crônicos nas áreas de educação, saúde, segurança pública. 

Geração de emprego e investimentos em infraestrutura, são propostas contidas como prioridade no plano de governo dos cinco candidatos a governo da Paraíba. As propostas nessas duas áreas importantes para o desenvolvimento da Paraíba, estão sendo detalhadas pelos candidatos ao Palácio da Redenção, nos debates, comícios, e passeatas e outras atividades políticas.

A cinco dias das eleições, o PB Agora detalha alguns dos aspectos do plano de governo de João Azevedo (PSB), José Maranhão (MDB), Lucélio Cartaxo (PV), Rama Dantas (PSTU), e Tárcio Teixeira (PSOL).

Cotado para ser o sucessor de Ricardo Coutinho (PSB), João Azevêdo, promete em seu plano de governo, i criar e manter o Programa Primeiro Emprego, em regime de cooperação com empresas e instituições e, também, desenvolver ações de fortalecimento da Educação Profissional dos estudantes com Deficiência e Transtornos Globais do desenvolvimento, visando a inserção desses no mercado de trabalho.

O socialista também propôs fazer concurso público para a área de educação e para os quadros do sistema de segurança, bem como fomentar a ampliação de postos de trabalho no turismo voltados para pessoas com deficiência.

O candidato do PSB também prometeu fomentar a revitalização da cultura do algodão, junto aos agricultores familiares, como política de incentivo a geração de emprego, renda e fixação do homem ao campo.

Candidato da oposição, e ex governador por três vezes, José Maranhão, prometeu em seu plano de governo, melhoria da qualidade de vida da população, propõe o programa Educar para Crescer, que objetiva garantir educação pública de qualidade e formação profissional antenada com a realidade econômica e social.

O plano de Zé Maranhão também promete, recompor o ambiente propício à atração de novas indústrias, por meio da inteligência tributária, de forma a gerar novas oportunidades de empregos qualificados e sustentáveis.

O candidato do MDB diz ainda, no plano de governo que vai recompor o quadro funcional da Secretaria de Estado da Saúde; realizar concursos públicos anuais para o recompletamento dos efetivos que se aposentam ou são desligados dos órgãos de sistema de segurança pública e defesa social; e realizar concurso público na área da administração.

Geração de emprego é uma das metas de Lucélio Cartaxo. O candidato irmão gêmeo do prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo (PV), prometeu fazer concursos para os órgãos que há vários anos não reforçam o quadro funcional. Também é proposto concurso para adequar o número de policiais à real necessidade dos paraibanos.

Na área do desenvolvimento social, o plano de governo de Lucélio promete implantar cursos profissionalizantes na área de construção civil para mulheres e abrir editais para contratação de profissionais egressas desses cursos em projetos habitacionais desenvolvidos pelo estado.

O candidato do PV também propõe direcionar a oferta de capacitação profissional do estado, com escolas técnicas e cursos, para que a mão de obra seja qualificada em sintonia com os movimentos de demanda do mercado; e a geração de empregos por meio de políticas nas áreas de habitação, turismo e desenvolvimento rural.

O plano de governo de Rama Dantas tem um tópico onde ela explica que para resolver o problema do desemprego, é necessário ter um plano de obras públicas sob o controle dos trabalhadores.

Nele, a candidata propõe reduzir a jornada de trabalho das atuais 44 horas para 36 horas semanais, sem redução nos salários. A justificativa é que assim ela pode abrir novos postos de trabalho e melhorar as condições de trabalho dos já empregados.

A candidata do PSTU também defende concurso público para todas as categorias na área da educação.

No plano de governo de Tárcio Teixeira, no tópico onde ele explica as diretrizes e meta do governo, o candidato diz que prevê profissionalizar e moralizar a máquina pública com a contratação imediata dos aprovados/as em Concurso Público e a realização de concurso nas diferentes Secretarias e demais instâncias do Governo.

Tárcio também propõe oferecer prioridade às mulheres nos programas de habitação, capacitação para o trabalho e de geração de emprego e renda.

o candidato do PSOL explica que vai fazer concurso para equipe técnica e especializada, além de agentes educativos para a Fundac; para Defensor Público e Analistas, Técnicos e Administrativos; para a área de Segurança Pública; para a Sudema; para a Secult; para a área de esporte e lazer; para a Sedap; para Cagepa;

Quando o assunto é infraestrutura, os candidatos a governo aprofundaram as propostas.

Com o discurso de que vai mante o legado de Ricardo Coutinho, João Azevedo prometeu um plano estratégico para implantação do perímetro irrigado das águas do canal Acauã-Araçagi. O candidato também propõe, em seu plano de governo, a conclusão da implantação da Adutora Transparaíba“ para as regiões do Cariri e Curimataú, e a implantação de novos sistemas de adutoras para a distribuição da água da transposição do Rio São Franscisco.

Sobre “Meio Ambiente, Recursos Naturais, Terra e Território”, o candidato socialista propõe, de forma prioritária, a realização das obras para a contenção da erosão da Barreira de Cabo Branco.

Já para a mobilidade urbana, João promete a implantação de um veículo leve sobre trilhos (VLT) em Campina Grande, como também a restauração da rodovia PB-016 no segmento entre a BR-230 e Odilândia, em Santa Rita, chamada de “Arco Metropolitano”.

Com o discurso de que já fez e fará ainda mais, o candidato José Maranhão prometeu a universalização do saneamento básico, que inclui abastecimento de água, coleta e tratamento de esgotos e a deposição adequada de resíduos sólidos. Além disso, promete a implantação da 2ª etapa da Adutora Translitorânea para a Grande João Pessoa.

José Maranhão também promete a realização do programa “Caminhos da Reconstrução”, a fim de ligar os munícipios isolados por rodovias ao principais modais, e investir na infraestrutura de transportes para essas áreas.

O candidato do MDB propõe também a expansão dos Polos Têxteis das cidades de Itaporanga e São Bento, utilizando algodão resistente à praga do bicudo. E para a Grande João Pessoa, o candidato promete a construção de um anel rodoviário, dividido em Perimetral Turística e Perimetral Norte, afim de ligar João Pessoa, Bayeux e Cabedelo.

O plano de governo de Lucélio Cartaxo para a infraestrutura da Paraíba promete a implantação de soluções hídricas nas regiões de seca, como perfuração de poços e instalação de cisternas. O candidato também propõe a conclusão do canal Acauã-Araçagi, que deve atender mais de 400 mil pessoas, além da conclusão da obra da “Transparaíba”.

O candidato do PV também promete melhoria do serviço de abastecimento de água da Cagepa, que deve contar com uma modernização dos equipamentos, fiscalização e reparo dos reservatórios. Lucélio também propõe priorizar a construção e melhoria de unidades habitacionais para famílias de comunidades quilombolas, indígenas e ciganas, respeitando as características históricas de cada um dos povos.

Ele também promete uma modernização do Porto de Cabedelo, objetivando proporcionar o aumento da capacidade de estocagem do local e receber cargas ainda não exploradas.

No plano de governo de Rama Dantas, a candidata enfatiza sobre o direito à moradia e propõe a criação de um nova “CEHAP”, sem a participação de empreiteiras e construtoras, para a construção de casas para a população de baixa renda da Paraíba. A candidata também promete investimento maciço para que todas as regiões tenham saneamento básico.

Para a área a área rural, Rama Dantas defende o projeto apresentado pela Articulação do Semiárido (ASA-Brasil), que desenvolve um programa de um milhão de cisternas na região seca do Nordeste e promete aplicá-lo no seu governo.

A candidata também propõe que do 2% do PIB sejam investidos no setor de transportes públicos, a fim de melhorar a locomoção, além de beneficiar a população com a expansão do sistema.

No plano de governo, o candidato Tárcio Texeira propõe a ampliação da malha ferroviária integrando todo o estado da Paraíba, como alternativa e solução de mobilidade com mais eficiência, economia e sustentabilidade.

O candidato também promete a construção de habitações populares através do “Minha Casa Minha Vida Entidades”, a fim de acabar com domínio das grandes construtoras. Para o campo, além das moradias, Tárcio propõe estradas, energia e saneamento básico para a melhoria de vida dos camponeses e agricultores. Em seu plano de governo, no tópico “Meio Ambiente”, o candidato propõe a revitalização dos rios paraibanos com replantio da mata ciliar e desassoreamento.

 

PB Agora

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PSB e PCdoB e uma frustração em comum dentro da CMJP

Não será dessa vez que o vereador Léo Bezerra, do PSB, assumirá o comando da Câmara Municipal de João Pessoa, nem o suplente do PCdoB, Guga de Jaguaribe tomará posse…

Na PB, representantes de conselhos se unem contra PEC de Bolsonaro

Tramita no Congresso Nacional a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 108/2019, do Governo Federal, que, se aprovada e sancionada, pode enfraquecer ou até mesmo levar a extinção conselhos profissionais e…