Por pbagora.com.br

 Os limites de velocidade são estabelecidos em função da geografia e das condições da via, da categoria de veículos que nela circulam, assim como, dos conflitos de tráfego ao seu redor. Vale ressaltar que condições climáticas adversas também interferem na escolha da velocidade segura para trafegar. Quando as instituições responsáveis pelo transito determinam os limites de velocidade, saibam que muitos estudos e testes foram realizados antes.

O excesso de velocidade lidera o ranking de multas em todos os estados do Brasil, e infelizmente a maior causa de acidentes letais nas estradas. A infração por excesso de velocidade fica entre infração média e infração gravíssima, vai depender do limite excedido pelo motorista. As penalidades vão de R$85 à R$574.

 

Na Paraíba a realidade é a mesma – (46,4%) das 25.451 autuações realizadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), este ano na Paraíba foram por excesso de velocidade, somando 11.811 (134 infrações por dia e 5 por hora). Em segundo lugar, a falta de CNH gerou 1.331 multas (5,2%) e, logo depois, a falta de licenciamento gerou 996 atuações (3,91%).

Então antes de sair correndo com seu carro como um piloto de Fórmula1, lembre-se das multas, e acima de tudo da segurança na condução, pois você pode colocar a sua vida e das outros em risco por causa da pressa desnecessária.

Multas por Excesso de Velocidade: Pontuação e Valor
Infração média por excesso de velocidade
Ao exceder o limite em 20%, a penalidade é de R$85,13 mais quatro pontos na carteira;
Infração grave por excesso de velocidade

 

De 20 a 50% acima da velocidade permitida, implica em multa de R$127,69 mais cinco pontos;
Infração gravíssima por excesso de velocidade
Acima de 50% da velocidade, a multa é de R$574,62, sete pontos na carteira, e mais a apreensão da CNH e suspensão do direito de dirigir.

Principais multas de 2015 na Paraíba – Total 25.451

Excesso de velocidade 11.811 (46,4%)

Falta de CNH 1.331 (5,2%)

Falta de licenciamento 996 (3,91%)

Ultrapassagens indevidas 951 (3,73%)

Não uso do cinto de segurança 836 (3,2%)

Redação com PRF

Notícias relacionadas

Justiça mantém proibida a realização de cerimônias religiosas presenciais na PB

O Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) rejeitou mandado de segurança impetrado pelo deputado estadual Jutay Menezes (Republicanos) que tentava a liberação de celebrações religiosas presenciais. A decisão foi do…

Opinião: após deixar a PMJP Luciano Cartaxo transforma a Capital em Veneza. Água pra todo lado!

Então! “Noé” chegou a João Pessoa há 8 anos. E com ele uma espécie de discípulo salvador prometendo, em alto e bom som, que os problemas relativos à drenagem das…