A Paraíba o tempo todo  |
PUBLICIDADE

Tom Cruise quase foi morto por serial killer

 Segundo relatórios policiais revelados pelo tabloide The National Enquirer, Tom Cruise quase não escapa de ser assassinado por um dos maiores serial killers do mundo.

De acordo com uma fonte da publicação, a estrela de Missão Impossível quase foi atacada em um bar de Londres por Colin Ireland, em 1993. Na época, o ator de então 32 anos e casado com Nicole Kidman chegou sozinho ao estabelecimento e acabou cruzando com o serial killer britânico, conhecido como ‘o assassino gay’, porque só matava homens gays.

Em seu depoimento no tribunal há alguns anos, Ireland contou que depois de ter estrangulado cinco homens após cruzar com eles na mesma avenida, viu Tom Cruise no bar.

Nos relatórios arquivados pela polícia britânica, a Scotland Yard, o serial killer revelou que ‘sentiu vontade de matá-lo’, mas a estrela de Hollywood saiu rapidamente do bar, conseguindo ‘salvar-se’ do assassino.

O tabloide comenta que Cruise nunca fez nenhum comentário a respeito, até porque ele nem devia saber que estava cruzando o caminho do perigoso psicopata. Ireland foi condenado a prisão perpétua, mas morreu em 2012.

O Fuxico

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe