Os passageiros do navio Costa Romántica que ficaram presos mais de 24 horas em alto mar, depois que um incêndio atingiu a casa de máquinas da embarcação, chegaram em segurança a Punta del Este, no Uruguai, e relataram o "sufoco" que passaram a 13 km da costa.

 

 

O cruzeiro, que tinha como destino Buenos Aires, na Argentina, foi arruinado e acabou mais cedo, na noite desta quinta-feira (26). Depois de consertado, o navio se aproximou da baía de Maldonado, para que os quase 1.500 passageiros e 600 tripulantes pudessem desembarcar.

 

 

Muitos passageiros reclamaram da falta de informação e da demora no conserto.

 

 

"Um descaso total, não tem condições de ir no banheiro, tudo fedorento", disse um passageiro.

 

 

"Tinha fezes por todos os lados, tinha urina por todos os lados do navio", disse um brasileiro no desembarque na madrugada desta sexta. Ele contou que os passageiros ficaram preocupados com a situação sanitária na preparação da comida. "Se a gente não conseguia lavar as mãos, a tripulação também não conseguia."

 

 

Apesar do susto e do desconforto, alguns passageiros também elogiaram a empresa Costa Cruzeiros, responsável pela viagem, pela maneira como gerenciou a crise. "Eles foram extremamente gentis", disse uma brasileira. "O problema é que eles se perderam na hora de distribuir as pessoas."

 

G1

 

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário