A Paraíba o tempo todo  |
PUBLICIDADE

Ruídos são captados durante buscas por submarino que desapareceu em expedição para o Titanic

Ruídos subaquáticos foram captados durante buscas pelo submarino que desapareceu durante uma expedição para o Titanic, segundo a Guarda Costeira dos Estados Unidos. Ainda não há informações sobre a data em que os sons foram ouvidos.

As informações foram divulgadas na madrugada desta quarta-feira (21). De acordo com as autoridades, os sons subaquáticos foram captados por uma aeronave canadense na região de buscas.
A Guarda Costeira disse que veículos operados remotamente foram direcionados para a região. No entanto, as buscas ainda não trouxeram resultados positivos, mas continuam.

Na noite de terça-feira (20), a revista “Rolling Stone” afirmou que teve acesso a um memorando do governo dos EUA e que os ruídos em questão são batidas.
De acordo com a reportagem, os ruídos foram ouvidos a cada 30 minutos por equipes que procuravam a embarcação na área onde o desaparecimento teria acontecido.

Sons semelhantes também foram ouvidos cerca de quatro horas depois, após dispositivos adicionais de sonar, usados para captar objetos no fundo do oceano, serem implantados pelas equipes de buscas, segundo o relatório.

“O Centro Conjunto de Coordenação de Resgate está trabalhando para encontrar um veículo subaquático operado remotamente por meio de organizações parceiras para possivelmente ajudar”, diz o documento, segundo a revista.

De acordo com a Rolling Stone, um relatório divulgado anteriormente afirma que uma embarcação tripulada da Marinha só poderia descer até uma profundidade de 2 mil pés (609 metros).
No entanto, se o submarino estiver a uma profundidade parecida com a dos restos do Titanic, a mais de 3.800 metros, um drone subaquático ou embarcação controlada remotamente seria necessária para o resgate, conforme a revista.

As informações do memorando também foram confirmadas pela CNN Internacional. A emissora acrescentou que uma aeronave canadense localizou um objeto retangular branco na água. No entanto, um navio foi direcionado para ajudar nas buscas na região onde os sons foram captados.

Nas segunda-feira (19), a Guarda Costeira dos EUA anunciou que estava procurando pelo submarino. Três horas depois, em uma coletiva de imprensa, a guarda repetiu que está se esforçando para localizar os viajantes e resgatá-los com segurança.

A operação está sendo feita em conjunto pelas Forças Aéreas dos Estados Unidos e do Canadá, mas, também nesta terça, a França anunciou que também ajudará na operação.
O contra-almirante da Guarda Costeira dos EUA John Maugerda afirmou em entrevista à rede CNN Internacional que terão de buscar em uma profundidade ainda maior que a da área atualmente buscada pelas sondas.

G1

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe
      PUBLICIDADE
      ×