Por pbagora.com.br

Os vice-presidentes do Conselho de Ministros de Cuba Pedro Miret e Osmany Cienfuegos, veteranos da revolução de 1959, foram afastados como parte da reestruturação do gabinete elaborada no começo do mês pelo presidente Raúl Castro, revelou hoje a "Gazeta Oficial".

Essas duas destituições não foram anunciadas no comunicado de 2 de março sobre a mudança de gabinete mais profunda na ilha em vários anos, quando mudou o comando de oito ministérios. Na ocasião, dois homens-fortes do governo, tidos como possíveis sucessores de Raúl Castro, o chanceler Felipe Pérez Roque e Carlos Lage, secretário do Conselho de Ministros, foram afastados.

Miret e Cienfuegos eram dois dos seis vice-presidentes do Conselho de Ministros, mas mantinham tinham atuação discreta há muitos anos e não eram frequentes suas aparições em público.

O decreto publicado nesta terça-feira no site da "Gazeta Oficial" não explica os motivos que levaram os dois veteranos a deixar o poder, e se limita a dizer que o Conselho de Estado, principal órgão executivo do país, decidiu "liberá-los" de seus cargos.

Folha Online

Deixe seu Comentário