Por pbagora.com.br

Uma série de atentados em Bagdá mataram pelo menos 21 pessoas e feriram outras 64 nesta segunda-feira, 6, segundo afirmou a polícia iraquiana. Quatro carros-bomba explodiram na capital iraquiana num período de duas horas em áreas de maioria da população xiita. No ataque mais mortífero, um explosão em um mercado popular matou pelo menos 10 pessoas, incluindo três mulheres e quatro crianças, e feriu 28 na populosa região de Sadr City.
 

O primeiro ataque aconteceu quando um carro-bomba explodiu no centro da capital, matando seis pessoas e ferindo 16, segundo informações da polícia. A maioria das vítimas era composta por operários à procura de trabalho. Cerca de uma hora depois, uma bomba explodiu numa estrada onde estava uma patrulha da polícia, no leste da capital iraquiana, matando três pessoas e ferindo outras oito. Outros dois carros-bomba explodiram com alguns minutos de diferença em dois mercados na capital, incluindo Sadr City, matando 12 pessoas e ferindo 40.

 

Os ataques ocorrem num período de relativa calma na maior parte do Iraque, onde a violência caiu mais de 90%. A violência caiu drasticamente no Iraque para níveis não vistos desde o final de 2003. Militantes, porém, ainda conseguem promover grandes ataques a bomba, especialmente na capital e nas províncias de Diyala e Nineveh, no norte do país. Os ataques desta segunda-feira são os piores registrados no país este ano. O Exército americano anunciou que um soldado foi morto em ação no domingo, na província Diyala, ao norte de Bagdá, onde insurgentes permanecem ativos.

estadao.com.br

 

Deixe seu Comentário