O Partido Kadima, da candidata Tzipi Livni, está na frente segundo pesquisas de boca-de-urna divulgadas por três canais de televisão de Israel.

 

Conforme os dados, o Kadima deve ficar com 30 cadeiras contra 28 do Likud. No total, o Knesset (Parlamento) tem 120 cadeiras. O partido Yisrael Beiteinu (Nossa Casa é Israel), de Avigdor Lieberman, deve ter 14 ou 15 cadeiras enquanto que o Trabalhista, de Ehud Barak, 13.

 

Foram os primeiros dados divulgados das eleições que foram realizadas nesta terça-feira (10) em Israel. Eles foram liberados após o fechamento das urnas às 22h (18h de Brasília).

 

Pela legislação israelense, o presidente do país, Shimon Peres, terá uma semana após o resultado oficial para realizar consultas e eleger o líder da lista que tenha mais possibilidades de formar uma coalizão. Não há uma obrigação de que o líder do partido que tenha mais cadeiras seja o escolhido. Assim sendo, Netanyahu pode vir a ser novamente o premiê do país.

 

Segundo as pesquisas divulgadas antes da eleição, Livni, atual ministra do Exterior, e Benjamin Netanyahu, do Likud (direita), estavam empatados, com leve vantagem para o ex-premiê do país.
 

 

G1

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mãe vai pro hospital achando ter pedra nos rins e dá à luz 3 bebês

Uma mãe teve o susto de sua vida ao chegar no hospital com pedras nos rins e acabar dando à luz bebês trigêmeos Uma mãe teve o susto de sua…