A Paraíba o tempo todo  |

Opinião: O que passa na cabeça desse Monstro?

Notoriedade? Ele já ganhou. Nos últimos dias é o nome mais falado em todos os continentes da terra. Ele saiu do armário e deu a cara a todo o mundo com seu ar de petulância, horror e arbitrariedade. Foi por anos diretor da KGB (Polícia Secreta do período soviético). Só Deus, em sua onisciência, sabe os desatinos que essa agência do mal cometeu nos seus anos de existência comunista-socialista.

No grande dia do juízo final, todo o seu passado escuro virá à luz, disso não tenha a menor dúvida. Vladimir Putin é um homem ambicioso, perverso e cruel. Ele quer ser o centro de toda atenção naquela área da Europa Oriental, com respingos de sua maldade sendo espalhados em todo o mundo. Há 20 anos no poder do trono russo, a perspectiva de Putin é perdurar no poder. Essa é a raiz da ambição plantada em todo espírito ditatorial. Um dos seus objetivos é: regressar a reunir e unir todas colônias da antiga União Soviética e voltar a formar de um modo poderoso e perspicaz o antigo eixo do mal junto ao perverso regime chinês.

Dificilmente isso acontecerá. Putin com seus 70 anos de idade, nas suas ilusões noturnas, sonha em ser o reconstrutor das ruínas deixadas por Mikhail Gorbachev. A Ucrânia, um país não aclamado e pouco conhecido pelo mundo ocidental, aos olhos de Putin e sua cúpula, tornou-se a menina dos seus olhos. Se conseguir dominá-la, as demais colônias virão às suas mãos como um toque de mágica. Putin todavia não se deu conta que o mundo mudou e já não é o mesmo dos seus sonhos noturnos.

As redes sociais e a nova tecnologia revolucionaram mentes e desejos. Essa realidade Putin está provando nesse momento, com gosto de pimenta forte num prato de caviar. O sabor é terrível. Seja que saia vitorioso ou fracassado dessa invasão (bestial empreitada), Putin já não será o mesmo. O mundo para ele tornou-se pequeno e cruel. Em qualquer janela desse planeta onde ele der a cara, será cuspido.

Tornou-se um homem intragável. Veja que nem a esquerda lulista o aplaude nesse momento, todos estão caladinhos pensando nos dividendos que uma opinião mal calculada trará como resultado. Se não houvesse eleições neste ano, no Brasil, e a esquerda tivesse no poder, com certeza, a onda seria favorável a Putin. Finalmente, o povo ucraniano assombrou o mundo com seu espírito nacionalista, disposto ao tudo ou nada. Por essa atitude, Putin não esperava, pois, o seu espírito não é nacionalista e sim destruidor.

Elcio Nunes
Quer falar com o colunista? Envie um e-mail para: [email protected]

PUBLICIDADE

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      1
      Compartilhe