Por pbagora.com.br

Um avião militar de transporte caiu em uma área residencial da Ilha de Java, na Indonésia, nesta quarta-feira (20), matando mais de 90 pessoas, segundo a Aeronáutica local.

 

Há entre 93 e 97 mortos, segundo o porta-voz da Força Aérea, Bambang Soelistyo. De acordo com as Forças Armadas, há militares e parentes entre as vítimas. Também houve pelo menos três mortos entre as pessoas que estavam em terra.

 

Rustam Pakaya, do Centro de Crise do Ministério da Saúde, disse à Reuters que há 97 mortos e 15 feridos. Os trabalhos de resgate prosseguem.

 

Até o momento, não se sabe o que levou a aeronave a perder altura e bater em quatro casas, antes de cair em uma plantação de arroz na província de Java Oriental, a 150 km a sudoeste de Surabaya, segunda maior cidade indonésia.

A televisão indonésia mostrou imagens de uma floresta em chamas no local do acidente, nas proximidades da cidade de Madian, e de onde se podia ver soldados retirando em macas os corpos das vítimas.

 

Segundo os relatos das testemunhas, apenas a parte traseira do avião não ficou totalmente destruída.

 

Treinamento
A aeronave, um Hércules C-130 com 30 anos de uso, decolou de Jacarta e transportava 96 passageiros e 13 tripulantes que participavam de uma missão rotineira de treinamento, segundo Bambang Sulistyo, porta-voz da Força Aérea da Indonésia. Ele ia da capital indonésia à base aérea de Iswahyudi, em Magetan.

 

O porta-voz militar disse que o avião estava em boas condições e que o tempo era bom na hora do acidente.

 

Há apenas uma semana, a Força Aérea da Indonésia ordenou a inspeção de toda a sua frota de Hércules C-130 depois de um deles ter pousado em Papua sem o trem de aterrissagem traseiro.

 

Sete acidentes aéreos – com um total de 37 mortes – foram registrados nos últimos dois meses na Indonésia, um país no qual a média destes incidentes é de 2,1 a cada um milhão de voos.

 

O mais grave deles aconteceu no dia 7 de abril, quando 24 soldados perderam a vida depois que o avião no qual viajavam se chocou contra um hangar do aeroporto de Bandung, no oeste de Java.

 

A Comissão Europeia proibiu, em 2007, a todas as companhias aéreas indonésias de sobrevoar seu espaço aéreo, porque descumpriam as normas comunitárias sobre segurança.

 

G1

Deixe seu Comentário