O Irã diz ter colocado em órbita seu primeiro satélite Omid, de fabricação própria, com a ajuda do foguete Safir-2. A informação foi divulgada nesta terça-feira pela agência Fars. Segundo Teerã, o satélite foi lançado por motivos pacíficos e todas as nações devem se beneficiar da tecnologia.

 

"A tecnologia de satélite do Irã é puramente para fins pacíficos e para atender às necessidades do país", disse o ministro de Relações Exteriores iraniano, Manouchehr Mottaki, em uma entrevista coletiva durante a Cúpula da União Africana.

 

Caso seja confirmada a entrada em órbita do Omid, o Irã será o segundo país da região, depois de Israel, com capacidade para lançar satélites. A tecnologia de longo alcance utilizada para colocar satélite em órbita pode ser usada também para lançar armas e, por isso, os países ocidentais veem com desconfiança o programa espacial iraniano. A comunidade internacional teme que o mesmo permita a Teerã desenvolver suas capacidades de ataque militar.

 

"A diferença entre nosso país e alguns países que têm esta capacidade é que nós acreditamos que a ciência pertence a toda a humanidade", disse Mottaki, defendendo o lançamento do satélite. "Algumas pessoas acreditam que tecnologia avançada pertence a alguns países exclusivamente".

 

Segundo Mottaki, a capacidade militar iraniana é simplesmente defensiva. "Na história do Irã, nos últimos cem anos, você não pode apontar uma agressão do Irã contra qualquer nação. O povo iraniano ama a paz? Eles querem a paz com todos os países do mundo", disse Mottaki, sem citar as declarações polêmicas do presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, que já falou em riscar Israel do mapa.

 

Mensagem

Um canal de televisão iraniano exibiu imagens do presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, dando a ordem de lançamento do foguete. De acordo com a agência Isna, a primeira operação do satélite foi difundir uma mensagem do presidente.

 

"Querido povo iraniano, vossos filhos enviaram seu primeiro satélite de fabricação nacional, que foi colocado na órbita da Terra, em nome de Deus e do 12º imã do xiismo", afirma a mensagem, de acordo com a Isna. "A presença oficial da República Islâmica do Irã no espaço entrou para a história para reforçar a fé em Deus, na justiça e na paz."

 

O lançamento do satélite foi um dos eventos em comemoração ao 30º aniversário da Revolução Islâmica de 1979.

 

"Satélites são uma forma essencial de reunir informação, informação sobre o clima e muitas informações necessárias que precisamos para projetos tecnológicos, de agricultura e econômicos", disse Mottaki.

 

"É o primeiro satélite lançado na história de nossa nação e foi propulsado pelo foguete Safir-2", afirma a agência Fars. A agência oficial Irna informou que o lançamento aconteceu na noite de segunda-feira.

 

O Irã anunciou no fim de novembro que havia lançado com sucesso seu segundo foguete espacial, o Kavoshgar-2, e a recuperação de uma sonda que viajou a bordo.

Folha Online

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário