Um grupo de jihadistas classificou o ataque à boate gay, em Orlando, na madrugada deste domingo (12), como o "melhor presente de Ramadã", o mês sagrado dos islâmicos, informou Rita Katz, diretora do portal SITE – que monitora a atividade dos extremistas na internet.

Segundo Katz, eles ainda escreveram "Que Alá possa aceitar esse herói que fez isso e inspirar outros a fazer o mesmo". Apesar das mensagens, ainda não foi confirmado que a ação tenha ligação com os terroristas islâmicos.

 

 

JN Online

Deixe seu Comentário