O furacão Maria, que na noite passada atingiu a ilha de Dominica, nas Caraíbas, aumentou de intensidade nesta terça-feira e voltou a estar classificado na categoria 5. De acordo com os dados mais recentes do Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, na sigla inglesa), a tempestade está a aproximar-se de Santa Cruz, no arquipélago das Ilhas Virgens, com ventos de 260 km/h.

Na noite de segunda-feira, o furacão atingiu a Dominica, que foi varrida por rajadas de vento de 250 km/h. Posteriormente a intensidade da tempestade reduziu-se para a categoria 4, mas entretanto o furacão voltou a ganhar intensidade.

O Governador de Porto Rico, outro dos territórios para onde se dirige a tempestade, alertou já nesta terça-feira que o Maria terá maior impacto na ilha do que o Irma. “Vai devastar a maior parte da ilha”, alertou Ricardo Rosselló, acrescentando que a prioridade é evitar que se percam vidas e aconselhando as pessoas a procurar um abrigo seguro.

Ao longo da noite, o primeiro-ministro da Dominica, Roosevelt Skerrit, foi dando conta dos acontecimentos através do Facebook, falando em “danos generalizados” e dizendo que a ilha perdeu “tudo o que o dinheiro pode comprar”.

“O meu maior receio é que durante a manhã acordemos para a notícia de danos graves e possíveis mortes em resultado de deslizamentos de terras provocados pelas chuvas persistentes”, escreveu ainda.

De acordo com o NHC, a intensidade do furacão deverá oscilar entre as categorias 4 e 5 ao longo dos próximos dois dias.

Uol

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário