O gerente de uma loja nos arredores de Lille, no norte da França, encontrou uma caixa de metal com 100 mil euros (quase R$ 270 mil) em uma caçamba de lixo da empresa.

 

Yvon Wonterghem, gerente da loja Bricorama, conseguiu localizar os donos do dinheiro, um casal de idosos, e acabou devolvendo as cédulas.

 

Wonterghem afirmou que encontrou a lata com o dinheiro enquanto inspecionava a caçamba situada na rua localizada nos fundos da loja e utilizada irregularmente por moradores que jogam ali lixo e objetos grandes.

 

Ele afirmou ter o hábito de abrir alguns sacos de lixo para tentar encontrar endereços e identificar os moradores que jogam coisas na caçamba pertencente à loja. O gerente costuma passar os dados às autoridades municipais, que multam os infratores.

 

No último sábado, ao realizar uma nova inspeção da caçamba, Wonterghem encontrou, dentro de um saco plástico, a caixa de metal contendo vários maços de notas de 20, 50 e 100 euros, afirmou, nesta quarta-feira, o jornal La Voix du Nord.

 

"Os maços estavam minuciosamente organizados. Pequenos bilhetes indicavam os totais. Foi fácil contar, havia 100 mil euros" disse o gerente em entrevista ao jornal.

 

Wonterghem disse que chegou a pensar em usar o dinheiro para comprar um trailler.

 

Devolução
Mas na lata de metal havia também um envelope com um nome e um endereço na periferia de Lille.

 

Por essa razão, ele disse que pensou em "guardar o sonho de volta na lata".

 

O gerente guardou o dinheiro em um local seguro e decidiu procurar a pessoa mencionada no envelope.

 

Segundo ele, o endereço indicava a residência de um casal de idosos. O marido estava no hospital e a esposa estava de mudança para um asilo.

 

Wonterghem encontrou no local a filha do casal, que preparava a mudança. Após checar se as informações correspondiam, o gerente contou sobre a descoberta da lata com 100 mil euros no lixo.

 

O dinheiro representava as economias que o casal acumulou ao longo da vida. "Eu sabia que a lata de metal existia, mas não sabia o que tinha dentro. Estou surpresa que meus pais tenham guardado tanto dinheiro. Sei que isso parece inconcebível", disse a filha do casal, Isabelle, ao jornal La Voix du Nord.

 

‘Lixo’
Isabelle afirmou que a casa onde vivem seus pais será vendida e o casal se desfez de muitos pertences na preparação para a venda.

 

Na manhã do último sábado, ela disse aos vizinhos que eles poderiam pegar objetos do casal que lhes interessassem.

 

"Algum deles deve ter jogado a lata, sem abrir para ver o conteúdo, na caçamba de lixo atrás da loja", constatou o gerente.

 

"Sei que 90% das pessoas vão pensar que sou um louco por ter devolvido o dinheiro. Mas penso que se pegassem todas as minhas economias para viver em um asilo de idosos, eu também ficaria contente que alguém as devolvesse", afirmou Wonterghem.

 

A filha do casal disse ao gerente que lhe "será grata eternamente".

 

"Não sabia que ainda existiam pessoas assim", disse ela.

 

G1

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário