Por pbagora.com.br

Uma dor de cabeça de última hora para Francisco Diá. A última atividade do Campinense, na tarde desta quinta-feira (24), no Amigão, mais uma vez foi de portões fechados para torcida e imprensa. Assim como o Operário-PR, adversário de domingo no jogo de ida das quartas de final da Série D, o Rubro-Negro preferiu se cercar de mistério.

E pesar de o técnico Francisco Diá ter adotado um discurso otimista ao final do treino, muito pela regularização do recém contratado David, o comandante raposeiro vai carregar uma dor de cabeça para Ponta Grossa-PR.

É que o zagueiro Joécio, titular absoluto da equipe, não participou do coletivo desta quinta. O atleta, que treinou normalmente durante a semana sentiu um desconforto na coxa direita.

A contratura muscular pode impedir o defensor de atuar no domingo. Mesmo assim ele está relacionado para a peleja.

O Campinense pode entrar em campo para enfrentar o Operário com Gledson, Grafite, João Paulo, Tiago Sala e Ronael; Negreti, David, Magno e Valdeir; Adalgiso Pitbull e Túlio Renan.

 

A delegação da Raposa deixou Campina Grande no final da noite rumo ao Aeroporto Castro Pinto, em Bayeux, de onde embarcou para Coritiba. A chegada na capital paranaense está prevista para as 7h desta sexta-feira.

 

Redação