Principal responsável pela brilhante campanha que em 2008 levou o Campinense a Série B do Campeonato Brasileiro, o técnico Freitas Nascimento dificilmente voltará a comandar a Raposa. Pelo menos enquanto o presidente do clube for William Simões, Freitas passará por longe do Alto da Bela Vista.

 

Em entrevista concedida no Estádio Renatão, Simões agradeceu os serviços prestados pelo treinador, que comandou o time este ano na reta final do Campeonato Paraibano e também em alguns jogos da Série D, mas disse que a metodologia de Freitas está "ultrapassada" e que durante a sua gestão ele não voltaria mais ao Alto da Bela Vista. Incisivo nas palavras, o mandatário deixou claro que a era Freitas encerrou de vez na Raposa.

 

 

– Eu quero agradecer aos serviços que o treinador Freitas Nascimento sempre prestou ao Campinense, mas eu acredito que o tempo dele aqui no Campinense passou. Minha visão é que o futebol de hoje é moderno e ele é um treinador que precisa se reciclar e mudar a metodologia, que já está um pouco ultrapassada. Ele nos deu muitas alegrias com as conquistas dos títulos, mas enquanto eu estiver como presidente, é um treinador que não comanda mais o Campinense – assegurou William Simões.

 

 

Entre suas passagens pelo Campinense, o treinador Freitas Nascimento foi responsável por conquistar o título do Campeonato Paraibano de 2008, e também o acesso à Série B do Campeonato Brasileiro do mesmo ano. Seu último título pela Raposa foi no estadual de 2012, quando o Rubro-Negro garantiu a vaga para a Copa do Nordeste do ano seguinte, que acabou sendo conquistado pela Raposa, mas sob o comando pelo técnico Oliveira Canindé.

 

 

O técnico voltou este ano e mesmo sem ter conquistado o Campeonato Paraibano, recolocou o rubro negro na Série D do Brasileiro, e na Copa do Nordeste e Copa do Brasil de 2015. Em sua última passagem, Freitas também manteve a “fama de pé quente” e não perdeu para o rival Treze este ano. O fraco desempenho da Raposa na Série D, culminou com a saída do técnico. O Campinense segue sem treinador definido, já que Francisco Diá ainda que substituiu Freitas na Série D, não acertou sua permanência na equipe.

 

 

Severino Lopes

PBgora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Morre o jornalista esportivo Luis Alberto Volpe aos 67 anos

O jornalismo esportivo perdeu, nesta terça-feira (18), uma das suas referências. Luis Alberto Volpe, que trabalhou como editor, repórter e apresentador, faleceu aos 67 anos. A informação foi confirmada pela…

305º CLÁSSICO EMOCÃO: Campinense e Botafogo se enfrentam em jogo decisivo

Quando a bola rolar na noite desta quarta-feira (19), à partir das 20h15 no estádio Amigão, em Campina Grande, Campinense e Botafogo estarão disputando a partida de número 305 da…