A Paraíba o tempo todo  |
PUBLICIDADE

Vendas de camisas do Campinense estouram em poucos dias

 O excelente momento do Campinense dentro de campo também tem sido refletido de maneira positiva fora dos gramados. Depois do desempenho surpreendente nas quartas de final e semifinais da Copa do Nordeste, eliminando Sport e Fortaleza, a venda de artigos ligados ao clube, como camisas oficiais, praticamente dobrou nos últimos dias.

De quinta-feira até esta terça-feira (5), a loja oficial do clube vendeu aproximadamente 400 camisas oficias. O número representa o dobro de vendas durante todo o mês de fevereiro, quando 200 camisas foram comercializadas. O produto é comercializado pelo preço de R$120.

Outro número que apresentou um aumento substancial nas últimas semanas foi o de sócio-torcedores. No início do ano, antes da estreia do clube na competição regional, o rubro-negro tinha menos de 100 associados. Até ontem, segundo dia após a classificação para a final contra o ASA de Arapiraca, o número triplicou e chegou a marca de quase 400 sócio-torcedores.

Para a gerente do projeto de sócio torcedor e colaboradora na loja do Campinense, Patrícia Duarte, o estoque de camisas oficiais do clube está praticamente zerado. “A venda nos último dias tem sido incrível e temos pouquíssimas camisas e opções no nosso estoque. Só devemos receber uma nova remessa na próxima sexta-feira e temo que muitos torcedores que venham até a loja fiquem sem camisa nos próximos dias”, disse.

De acordo com o presidente do clube, os números refletem apenas o bom momento que a equipe vem atravessando dentro de campo.

“Sem dúvida essa equipe resgatou a auto-estima de nosso torcedor, que voltou a acompanhar o time e consequentemente o desejo de querer contribuir para o crescimento da equipe da melhor forma possível”, disse Willian Simões.

Outro fator que o presidente analisa como benéfico para que a renda possa ser investida diretamente no clube é a diminuição no número de ações do clube na justiça do trabalho.

“As ações na justiça trabalhista estão sendo pagas. Estamos fazendo acordos com as precatórias e quitando dívidas. Esses débitos ainda vêm acarretando prejuízo, mas, temos que fazer acordos para que não haja bloqueios em nossas rendas”, explicou.

Treino

Os jogadores titulares do Campinense se reapresentaram ontem após a vitória pelo placar de 1 a 0 contra o Fortaleza, pelas semifinais da Copa do Nordeste. O único jogador que não se apresentou para a realização de um treino físico foi o volante Wellington que saiu de campo machucado no último jogo.

O atleta voltou a sentir o músculo adutor da coxa direita e ontem foi poupado da atividade. A comissão técnica aguarda o resultado dos exames para iniciar o trabalho de recuperação do jogador, que pode ficar de fora da primeira partida da final.

Quem já está de fora do confronto é o volante Bruno de Jesus que sofreu o terceiro cartão amarelo no joga da volta contra o Fortaleza. Apesar de ser reversa, o jogador tem contribuído para o bom momento do time e substituído Wellington nos momentos decisivos. Caso Wellington não possa jogar, o treinador Oliveira Canindé vai ter apenas um cabeça de área à disposição para o primeiro jogo da final, o meio-campista Danilo Portugal.

 

 

Correio

 

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe