O Vasco perdeu para o Bangu 2 a 1 neste sábado, em São Januário, em jogo válido pela última rodada da Taça Rio. Thiago Reis abriu o placar, mas viu Anderson Lessa e Marcos Júnior definirem o duelo. O resultado foi péssimo para o Cruzmaltino que terá que secar o Volta Redonda neste domingo para chegar à semifinal. É que o Vasco segue com 8 pontos e poderá ser ultrapassado pelo Volta Redonda, também com 8 e que recebe o Boavista no Raulino de Oliveira, no domingo. Só a derrota serve para o Cruzmaltino. O Bangu, por sua vez, é o líder do Grupo C com 15 pontos. O time está classificado e deixa a segunda vaga para Flamengo, com 11, e Cabofriense com 10, e Botafogo, com 8.

O jogo começou e o Vasco não havia entrado em campo. Era essa a sensação que o torcedor na arquibancada tinha. O time não conseguia trocar passes e ainda via o Bangu oferecer perigo nos contra-ataques. O fraco desempenho tirou a paciência do torcedor aos 25min, quando gritos de cobrança vieram das arquibancadas. O 'puxão de orelhas' deu certo por alguns minutos e o time aumentou a produtividade.

Após o puxão de orelha, o Vasco conseguiu dois bons ataques. Sem conseguir furar a defesa do Bangu a solução era chutar de longa distância ou abusar de jogadas de bola parada. Primeiro, Danilo chutou de muito longe e parou em grande defesa do goleiro Jefferson. Na sequência, Rossi recebeu cruzamento mas acertou a rede pelo lado de fora.

Prata da casa, Tiago Reis viveu a semana dos sonhos. Até pouco tempo ele estava disputando a Copa São Paulo de juniores, onde se destacou. Tanto que a torcida pedia mais oportunidades no time titular. Isso ocorreu nesta semana e ele não decepcionou. Após marcar na vitória sobre o Resende, ele voltou a marcar diante do Bangu. O centroavante mostrou faro de gol e fuzilou o goleiro no rebote para abrir o placar: 1 a 0..

O Vasco teve péssima atuação no primeiro tempo e levou até puxão de orelha da torcida. Mas marcou aos 42min e foi para o intervalo em vantagem, No segundo tempo, viveu situação contrária. Melhor em campo, o Cruzmaltino parecia próximo do segundo gol, mas acabou cedendo o empate. De pênalti, Anderson Lessa deixou tudo igual: 1 a 1. Vaiado, Valentim lança Maxi López Após o empate, o clima ficou pesado em São Januário. Como de costume, a insatisfação foi direcionada para o técnico Alberto Valentim, que foi chamado de "burro" mesmo após atender pedido da torcida. Ele colocou Maxi López, mas na vaga de Tiago Reis, quando os vascaínos queriam a saída de Bruno César.

O jogo parecia na mão do Vasco. Após o empate, os donos da casa se lançaram ao ataque em busca da virada. Porém, os visitantes se mantiveram na estratégia do contra-ataque e marcaram no final do jogo para conseguir a virada. Marcos Júnior recebeu na intermediária e finalizou com violência para fazer o segundo. Marcelo Mattos é relacionado após dois anos e meio A última partida de Marcelo Mattos ocorreu no dia 19 de setembro de 2016. Após dois anos e meio, o volante voltou a ser relacionado e ficou no banco de reservas contra o Bangu neste sábado…

Uol

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

São Paulo vence o Athletico-PR e se aproxima do Santos

O São Paulo conquistou mais uma vitória importantíssima nesta quarta-feira, a quinta seguida na temporada. Visitando o Athletico-PR na Arena da Baixada em duelo válido pela 13ª rodada do Campeonato…

CLÁSSICO DO DESESPERO: o duelo decisivo de Galo e Belo para quem tem nervos de aço

O segundo Clássico Tradição do ano será pela Série C do Campeonato Brasileiro, será de “tirar o fôlego” e para torcedor que tem “nervos de aço”. Treze e Botafogo (PB),…