A Paraíba o tempo todo  |

Timão empata com o Mirassol, fica em 3º e pega o SP na semifinal

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

O Corinthians não alcançou o objetivo de terminar a primeira fase do Campeonato Paulista na segunda colocação e levar para as semifinais a vantagem do empate e o mando da partida decisiva. Porém, a equipe do técnico Mano Menezes encerrou a fase de classificação como a única invicta. E precisou suar para isso. Neste domingo, após estar perdendo por 2 a 0 para o Mirassol, fora de casa, o Timão buscou o 2 a 2, com gols de Chicão e Dentinho.

 

Com 39 pontos em 19 rodadas, a equipe do Parque São Jorge ficou com a terceira colocação do Estadual. O adversário nas semifinais será o São Paulo, que empatou com o São Caetano em Presidente Prudente e ficou com a vice-liderança (com isso, se o Alvinegro tivesse vencido seria o segundo). O outro confronto da próxima fase será entre Palmeiras e Santos.

As datas e os locais das partidas serão definidos em reunião entre os representantes dos clubes na Federação Paulista de Futebol (FPF), nesta segunda-feira, mas é praticamente certo que o Corinthians mande o primeiro duelo no estádio do Pacaembu, e o São Paulo receba o adversário no Morumbi, uma semana depois.

Classificado para o Torneio do Interior, o Mirassol encerrou a primeira fase do Estadual com 28 pontos. O adversário da equipe do técnico Pintado será o Barueri, e o outro confronto da disputa será entre Santo André e Ponte Preta.

Mirassol e Corinthians terão a semana livre para se prepararem, respectivamente, para o Torneio do Interior e para as semifinais do Paulistão, que começam no próximo fim de semana. Pensando nesse período sem jogos, a comissão técnica do Timão vai se concentrar em Itu, no interior paulista, a partir de terça-feira.

Mesmo sem Ronaldo, o técnico Mano Menezes não abriu mão do esquema com três atacantes. Escalou Jorge Henrique, Dentinho e Otacílio Neto e logo de cara teve uma boa chance de inaugurar o placar. No primeiro minuto de jogo, Wellington Saci avançou pela esquerda e tocou para Dentinho chutar. O goleiro Mauro defendeu.

Insatisfeito, o técnico Mano Menezes resolveu acabar com o sistema com três atacantes no Corinthians. Voltou para a etapa final com o meia Lulinha no lugar de Otacílio Neto. No Mirassol, o treinador Pintado também fez uma alteração. Sacou o meia Roger, autor do segundo gol, e colocou o avante Rodriguinho.

O principal reforço do Timão na etapa complementar, no entanto, não saiu do banco de reservas. Na verdade saiu de campo. Aos 3 minutos, Jorge Henrique foi derrubado por Acleisson, próximo da grande área, mas o árbitro teve a impressão de que foi Dão, também no lance, o autor da falta. Como já tinha amarelo, foi expulso.

Na tentativa de explicar para o árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza que tinha sido o verdadeiro autor da falta, Acleisson acabou advertido com o cartão amarelo.

Com um jogador a mais em campo, o Corinthians passou a ter mais volume de jogo, mas ainda faltava pontaria, como aos 20 minutos. Dentinho se livrou de um marcador dentro da área e chutou por cima do gol, sem assustar o goleiro Mauro.

 

O jovem atacante do Timão, no entanto, se redimiu em grande estilo pouco depois. Aos 23, após cobrança de falta cruzada, Dentinho apareceu entre os zagueiros e cabeceou. Mauro ainda tocou na bola, mas não evitou o empate alvinegro. A partir daí, a pressão foi toda corintiana em busca da virada.

 

Aos 35 minutos, o zagueiro Chicão, autor do primeiro gol alvinegro, teve excelente chance em cobrança de falta próximo da meia-lua. Mas o goleiro Mauro espalmou e a bola ainda tocou no travessão. O lance foi o último mais agudo do Timão, que depois apenas administrou a posse de bola.

 

O Mirassol, porém, foi mais eficiente. Surpreendeu o Corinthians em sua primeira chance. Aos 4 minutos, o meia Éder cobrou escanteio na esquerda, tabelou com o atacante Luís Ricardo e, de dentro da grande área, chutou forte, sem chance para o goleiro Felipe. A zaga alvinegra não teve reação à rápida jogada do adversário.

Sem se intimidar, o Timão tentou dar o troco aos 9 minutos. O lateral-esquerdo André Santos recebeu bom passe de Dentinho e cruzou para Otacílio Neto chutar em cima de Mauro. Após a cobrança do escanteio, o goleiro do Mirassol salvou cabeçada do seu próprio zagueiro e, no rebote, Wellington Saci mandou por cima do travessão.

Apesar das boas chances de empate que teve, o Corinthians sentiu a falta de entrosamento (estava com sete desfalques). Melhor para a equipe do interior, que por pouco não aumentou sua vantagem aos 21 minutos: Luís Ricardo recebeu cruzamento e tocou para Roger bater de primeira. Felipe salvou.

O susto fez o Timão voltar a acordar na partida. Aos 26 minutos, Otacílio Neto recebeu de costas para o gol, girou e chutou por cima. Três minutos depois, Fabinho cruzou, Dentinho dominou no peito e concluiu em cima de Alex Silva. Mais uma vez, porém, o Mirassol foi mais eficiente que o adversário da capital.

Aos 37 minutos, Leandro Fonseca recebeu lançamento, avançou pela esquerda e cruzou para Roger mandar para o fundo das redes: 2 a 0. Pouco tempo depois, aos 44, o Corinthians conseguiu, enfim, uma reação. Jorge Henrique invadiu a área e foi derrubado por Mauro. Pênalti! O zagueiro Chicão cobrou, com paradinha, e diminuiu.
 

G1

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe