Um termo de cooperação entre a Federação Paraibana de Futebol (FPF) e o Ministério Público da Paraíba (MPPB) vai apuraras denúncias de supostas irregularidades sobre documentos apresentados por representantes de clubes nas eleições da instituição neste ano.

A mesa será composta por clubes que não votaram na atual presidente enquanto candidata durante o pleito realizado recentemente. Integrantes do Botafogo-PB, Perilima, Campinense, Sousa e Esporte de Patos devem ficar encarregados da realização de uma auditoria.

Uma reunião foi realizada nesta quarta-feira (26) na sede da instituição. Na pauta, inicialmente, esteve a situação dos estádios. A ação contou com a participação de Valberto Lira, coordenador da Comissão Permanente de Prevenção e Combate à Violência nos Estádios.

Valberto representou o Ministério Público, e, durante o encontro com Michelle Ramalho foi apresentado ao projeto que culminará com um termo de Cooperação que vai analisar a situação dos clubes que participaram do processo eleitoral.

Eleições na FPF

A eleição aconteceu no dia 29 de setembro após um primeiro turno marcado pelo empate em 25 a 25 na primeira etapa. Além de Michele, participou do pleito o ex-diretor executivo da FPF, Eduardo Araújo. As informações são do portal T5

 

Redação

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Flamengo vence o Grêmio pela Série A. Confira os outros resultados pelo Brasil e pelo mundo

Com jogos do Campeonato Brasileiro, além de jogos internacionais como, não faltaram emoções durante a tarde deste domingo. Pela Série A do Brasileirão Flamengo venceu o Grêmio por 1X0. Já…