O São Paulo passou o Corinthians como clube de maior receita no futebol brasileiro em 2013. O time do Parque São Jorge, porém, continua tendo a marca mais valiosa. É o que aponta o relatório anual da consultoria “B do Brazil”, que estuda as finanças das equipes. Já o Botafogo, mais sobre com dívidas no País.

 

Esta é a primeira vez em cinco anos que o Corinthians não aparece no topo da lista dos clubes que mais arrecadam. Desde 2009 a equipe vinha apresentando crescimento em suas receitas, mas a tendência foi interrompida no ano passado. Houve uma queda no faturamento líquido de R$ 358,5 milhões para R$ 316 milhões. O São Paulo, por sua vez, saltou de R$ 282 milhões para R$ 362,8 milhões.

 

O avanço tricolor se deve ao aumento do valor ganho com transferências – que representou 40% de toda a receita. Já os corintianos, sem Libertadores e Mundial de Clubes para disputar, sofreram com a redução das cotas de TV na comparação com 2012. Flamengo, Internacional e Atlético-MG completam a lista dos cinco que mais faturaram na última temporada.

 

O Corinthians, porém, ainda tem a marca mais valiosa do futebol brasileiro. Na avaliação, são levadas em conta, além de receitas, torcida e mercado. E é das arquibancadas que vem maior parte da força alvinegra: 51%. No total, o clube do Parque São Jorge foi avaliado em R$ 1,236 bilhão em 2014 – no ano anterior era R$ 1,108 bi.

 

O Flamengo segue na segunda posição no ranking de marcas. O time carioca deixou o São Paulo para trás em 2011 e se mantém na vice-liderança desde então. A boa notícia foi ter se tornado dono de valor bilionário: R$ 1,006 bilhão, foi a avaliação rubro-negra. Os paulistas ficaram com R$ 879,1 milhões.

 

Embora esteja em má fase dentro de campo há alguns anos, o Palmeiras segue como quarta maior marca do futebol no Brasil: R$ 576,1 milhões. Já o Grêmio subiu da sétima para a quinta posição: R$ 478,5 milhões.

 

No assunto dívidas, quem está mal é o Botafogo. Apesar de não ser o clube que mais deve no País, o alvinegro é o que mais tempo precisaria para quitar seus débitos levando em conta suas receitas atuais. Com uma entrada de R$ 103,1 milhões, sem levar em consideração vendas de atletas, e endividamento de R$ 698,1 milhões, os cariocas precisariam de, no mínimo 6,7 anos para acertarem as contas.

 

Apesar de ter uma dívida líquida maior que o rival, o Flamengo suaria menos para se ajustar. Seriam necessários 2,78 anos para pagar os R$ 759,4 milhões devidos. O relatório da “B do Brazil” mostra ainda que Vitória e Corinthians são os únicos que têm faturamento anual maior que os débitos.

 

IG

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Hexacampeão da Fórmula 1 Lewis Hamilton revela amor pelo Brasil

Lewis Hamilton. Mas poderia ser Luís Hamílton. No Brasil para mais um Grande Prêmio em Interlagos, o hexacampeão mundial de Fórmula 1 confessou que se sente cada vez mais brasileiro.…

Flamengo vence o Grêmio pela Série A. Confira os outros resultados pelo Brasil e pelo mundo

Com jogos do Campeonato Brasileiro, além de jogos internacionais como, não faltaram emoções durante a tarde deste domingo. Pela Série A do Brasileirão Flamengo venceu o Grêmio por 1X0. Já…