O São Paulo fez a lição de casa na partida que antecedeu o clássico do próximo domingo contra o Corinthians.

 

Em um confronto fraco tecnicamente para um público pequeno no Morumbi, a equipe bateu a Ponte Preta por 2 a 1 na noite desta quinta-feira, em jogo válido pela sétima rodada do Campeonato Paulista.
 

Com o resultado positivo, o tricolor segue em terceiro lugar no campeonato, na zona de classificação para as semifinais. Com 16 pontos, está atrás apenas do segundo colocado Corinthians (17) e do líder Palmeiras (18), que ainda tem uma partida a menos do que os rivais.

 

Já o clube de Campinas segue na zona intermediária da tabela. Com oito pontos, o time ocupa a 11.ª posição.

 

No confronto desta quinta, o primeiro gol do São Paulo veio em um lance de bola parada, aos 32 minutos do primeiro tempo, em um momento do jogo em que as equipes praticamente não ameaçavam os goleiros adversários. Em cobrança de falta, Jorge Henrique jogou para a grande área e a bola desviou de leve em Rodrigo antes de entrar.

 

No intervalo da partida, o zagueiro são-paulino confirmou que a bola resvalou nele antes de balançar as redes. "Foi pouco, mas tocou sim, bem de leve, quase saindo da cabeça", declarou.

 

Já na etapa final, a partida melhorou, mas não o suficiente para animar os espectadores presentes no Morumbi. O único momento de festa aconteceu aos 18 minutos, quando Jorge Wagner cobrou com perfeição falta da entrada da área e acertou o ângulo do goleiro Aranha.

 

Antes do apito final do árbitro, a torcida são-paulina ainda levou um susto aos 40 minutos. Márcio Mixirica, que havia entrado no lugar do argentino Savoia, ganhou do goleiro Bosco em cruzamento para a grande área e diminuiu. No entanto, os visitantes não tiveram forças para igualar o marcador.

 

Agora, o clube do Morumbi volta todas as atenções para o clássico do próximo domingo contra o Corinthians, às 16 horas, cercado de polêmica pelo fato de o São Paulo ter destinado apenas 10% da carga dos ingressos do estádio para a torcida corintiana. No mesmo dia, às 18h30, a Ponte Preta recebe o São Caetano.

SEM AS ESTRELAS
O time comandado pelo técnico Muricy Ramalho entrou em campo nesta quinta sem as duas principais estrelas do elenco. Contundido, o goleiro Rogério Ceni continua vetado pelo departamento médico e não deve jogar no fim de semana. O volante Hernanes, suspenso, também ficou de fora, mas está confirmado entre os titulares para o clássico.

 

Já Richarlyson teve nova oportunidade de iniciar entre os titulares e jogou no meio-de-campo ao lado de Jean e Hugo. Na defesa, o treinador voltou a optar pelo esquema com três zagueiros (Renato Silva, Rodrigo e Miranda).

 

No setor ofensivo, Borges e o artilheiro Washington foram pouco acionados e passaram toda a partida sem praticamente tocar na bola. O confronto foi decidido nos lances de bola parada de Jorge Wagner, principal destaque da noite.

 

Pelos lados da Ponte Preta, o melhor em campo foi o meia William, que se deslocou bem e chegou a levar perigo para o gol de Bosco principalmente no início do segundo tempo. No entanto, em nenhum momento o time de Campinas não representou ameaça para o triunfo tricolor.

 

LADO RUIM
Apesar de ter triunfado em uma partida fraca tecnicamente e recheada de faltas, o São Paulo perdeu o meia Hugo para o clássico contra o Corinthians, já que o meia recebeu o terceiro cartão amarelo após cometer falta dura no primeiro tempo.

 

Se bater o alvinegro paulista no domingo, o São Paulo terminará a oitava rodada pelo menos em segundo lugar e será líder em caso de tropeço do Palmeiras.

 

estadao.com.br

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Flamengo e Internacional travam duelo pelas quartas da Libertadores

Com o Maracanã lotado, Flamengo e Internacional começam nesta quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), a disputa das quartas de final da Libertadores. O Rubro-Negro vai tentar fazer valer a força…

CLÁSSICO DO DESESPERO: o duelo decisivo de Galo e Belo para quem tem nervos de aço

O segundo Clássico Tradição do ano será pela Série C do Campeonato Brasileiro, será de “tirar o fôlego” e para torcedor que tem “nervos de aço”. Treze e Botafogo (PB),…