Em dez dias, Presidente Prudente viu de perto a essência de Ronaldo. Conheceu as principais características do atacante, dentro e fora de campo. Marcado por superações dentro do futebol e polêmicas principalmente em investidas noturnas, o camisa 9 exibiu seus dois lados na cidade do interior paulista que abrigou o Corinthians. Por diferentes motivos, levou o nome da região para a mídia internacional.
 

"Ele não é um exemplo em tudo porque não é perfeito, mas em capacidade de superação e vontade de jogar futebol ele é um exemplo. Houve uma comoção geral pelo que ele conseguiu", avaliou Mano Menezes, resumindo o que todos conhecem do camisa 9.

A comoção ocorreu no clássico com o Palmeiras, no último domingo. Ele levou o estádio Prudentão à loucura ao fazer o gol alvinegro no empate por 1 a 1, já nos acréscimos. Fez com que até palmeirenses o aplaudissem. Do lado corintiano, a torcida saiu gritando e pulando pelas arquibancadas como se comemorasse um título. Cenário bem diferente de dias anteriores.

Ronaldo teve duas passagens por Presidente Prudente. Na primeira, há pouco mais de uma semana, errou feio. Foi a uma boate da cidade durante a madrugada. Dois dias antes do jogo contra o Marília, chegou mais de seis horas atrasado no hotel da delegação, perdeu o treino da manhã seguinte e causou um tumulto no Corinthians.

Recebeu uma multa de cerca de R$ 50 mil e irritou Mano Menezes. Pediu desculpas e seguiu trabalhando. Treinou forte nos dias seguintes e, na semana posterior, mostrou que seu lado mais famoso ainda estava por despertar. Fez sua estreia contra o Itumbiara, no interior de Goiás, e encheu a torcida de esperança.

Então, retornou para Presidente Prudente. Sem abusar da vida noturna da cidade, Ronaldo esbanjou felicidade por ter retornado aos gramados após mais de um ano. E dividiu esse sentimento com a torcida em uma tarde épica.

Atuando no Prudentão, o camisa 9 saiu do banco de reservas no segundo tempo, transformou a equipe do Corinthians e salvou a equipe de derrota para o arquirrival. No finalzinho, como a fiel torcida está acostumada, ele anotou seu primeiro gol com a camisa alvinegra e correu comemorar feito "um louco", como ele se definiu. O Fenômeno estava de volta.

E voltou dando de ombros para as cobranças que recebeu após errar na semana anterior em Presidente Prudente. "As pessoas me julgam mesmo, mas não me preocupo com o julgamento dos outros, apenas com o meu. Faço isso não pelos outros, mas porque gosto de futebol. Futebol é minha vida", argumentou Ronaldo.

Treino pela manhã
Na manhã desta segunda-feira, o Fenômeno e o restante do elenco voltaram a treinar. Assim como os reservas, Ronaldo participou de treino com bola no CT do Parque Ecológico do Tietê. Já aqueles que atuaram por mais tempo no clássico fizeram trabalho de recuperação no Parque São Jorge.

 

UOL

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Presidente da FPF reúne presidentes de Treze e Bota-PB antes do clássico

Diante da importância do Clássico Tradição marcado para este sábado às 17h no estádio O Amigão, em Campina Grande a presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Michelle Ramalho, se…

PM define esquema de segurança com 350 homens para Clássico Tradição

A Polícia Militar definiu o esquema de segurança com 350 homens para Clássico Tradição, marcado para este sábado (24) às 17h em Campina Grande. O jogo, válido pela última rodada…