A Paraíba o tempo todo  |

Ronaldo faz dois gols contra a Ponte Preta

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Ronaldo deu o seu show particular na noite desta quarta-feira, no estádio do Pacaembu, mas o restante do elenco dessa vez não o acompanhou. Depois de sair perdendo para a Ponte Preta, pela 16ª rodada do Campeonato Paulista, o Corinthians virou com dois gols do Fenômeno, mas a defesa falhou e permitiu o empate por 2 a 2.

No lance do primeiro gol da Macaca, o setor defensivo do Timão já havia parado pedindo impedimento de Leandrinho que não existiu. Já no gol de empate, Chicão e Boquita não conseguiram interceptar cruzamento, o goleiro Felipe não saiu debaixo da trave e Gum apareceu sozinho para marcar de cabeça.

Ao menos o torcedor corintiano saiu do estádio satisfeito com mais uma grande atuação do Fenômeno. No primeiro jogo em que atuou por 90 minutos (mais os acréscimos), o craque mostrou que está evoluindo a cada partida. Sofreu o pênalti que depois converteu, anotou outro golaço após corte seco em zagueiro e atuou como armador.

O resultado, embora ruim por ser dentro de casa, mantém o Timão invicto na temporada e tranquilo na segunda colocação do Estadual, agora com 34 pontos. Já a Ponte Preta, que vinha de derrota vexatória em Campinas para o Barueri, segue em posição intermediária, com 20 pontos conquistados em 16 jogos.

O próximo desafio do Corinthians no Campeonato Paulista é novamente contra um time campineiro. A partida diante do Guarani está marcada para sábado, às 21h10m, no estádio Brinco de Ouro, em Campinas. A Ponte Preta, por sua vez, atua no domingo, no Moisés Lucarelli, às 16h, contra o Guaratinguetá.

O Corinthians iniciou a partida com toque de bola envolvente e pressionando a Ponte Preta no campo de defesa. Só que a primeira chance real de gol foi criada apenas aos 7 minutos, quando Douglas ajeitou para Wellington Saci emendar chute de longe. O goleiro Aranha apenas olhou a bola passar à direita.

Além da maior posse de bola, a equipe anfitriã marcava com eficiência a no campo do adversário. Perdido, o time de Campinas começou a abusar das faltas e dar ao Timão a chance de criar suas melhores jogadas nas bolas paradas. Aos 17, por exemplo, Cristian cobrou falta para dentro da área, Ronaldo cabeceou e Aranha fez ótima defesa.

O lance animou o Corinthians, e, aos 25 minutos, Cristian arriscou chute forte de fora da área, que passou por cima do gol da Ponte. Cinco minutos mais tarde, novamente em bola parada, outra boa chance de abrir o marcador. O zagueiro Chicão bateu colocado e obrigou o goleiro Aranha a fazer boa defesa.

A superioridade do Timão, porém, não impediu que a Ponte Preta abrisse o placar aos 32 minutos. A defesa do Corinthians vacilou, e Leandrinho apareceu livre na cara de Felipe. Com calma e muita categoria, o atacacante da Macaca encobriu o goleiro e fez o primeiro da partida. A zaga dos donos casa tinha parado para pedir impedimento, mas Alessandro dava condição.

Quem tem Ronaldo, porém, não precisa se preocupar. O camisa 9 chamou a responsabilidade para si e construiu o empate do Timão. Aos 35 minutos, após ótima passe em profundidade de Elias, o Fenômeno foi derrubado. Pênalti. Na cobrança, aos 36, o craque mostrou o por que tem esse status há tantos anos.

Com calma, ele partiu para a bola, esperou Aranha escolher o canto e tocou com categoria no meio do gol. Apressado, mas sorrindo, Ronaldo correu para o fundo das redes, pegou a bola e tratou de reiniciar a partida rapidamente. Parecia pressentir que teria outra chance aos 38. Só não esperava furar o cruzamento de Alessandro.

As duas equipes voltaram para a segunda etapa sem alterações. A Ponte Preta, porém, mudou sua postura e apareceu com perigo em dois lances antes dos cinco minutos. No primeiro, Cristian evitou o gol da Macaca. No segundo, o goleiro Felipe saiu nos pés do atacante para salvar a equipe do Parque São Jorge.

O time de Campinas, no entanto, não soube aproveitar o bom momento. Aos 8 minutos, o lateral-direito Edílson fez falta dura em Wellington Saci e, como já tinha sido advertido com o cartão amarelo no primeiro tempo, foi expulso de campo. Logo depois, o corintiano Douglas, machucado, deu lugar ao atacante Otacílio Neto.

Em superioridade numérica, o Corinthians encontrou espaços. E a Ponte Preta deu liberdade a quem não poderia dar: o Fenômeno. Aos 12 minutos, o craque recebeu na grande área, deu belo corte seco no marcador e bateu colocado de perna esquerda, sem chance de defesa para o goleiro Aranha.

A torcida foi à loucura com o quarto gol de Ronaldo com a camisa do Corinthians. Enquanto o atacante comemorava com os seus companheiros, a Fiel gritava o nome do craque, que, em noite inspirada, começou a desfilar seu grande futebol. Aos 19, recebeu passe de Saci, cortou zagueiro e não conseguiu chutar.

Com mais dois gols na conta, o Fenômeno começou a tentar servir os companheiros, como aos 21 minutos. Ele rolou a bola para o fã Dentinho, que dominou e chutou cruzado de perna direita para fora. Dois minutos depois, o camisa 31 deixou o campo na maca móvel após sentir lesão muscular. Lulinha entrou em seu lugar.

 

A Ponte Preta poderia até parecer morta, mas não estava. A equipe de Campinas continuou tentando e chegou ao empate aos 30 minutos. Após cruzamento da direita, Chicão e Boquita não subiram para cortar, Felipe ficou parado debaixo da trave e Gum apareceu para cabecear para o fundo do gol: 2 a 2.

 

Ronaldo, então, voltou a aparecer com qualidade ímpar. Aos 34 minutos, ele deu lindo passe de calcanhar para Otacílio Neto, que sofreu falta bem perto da grande área. O Fenômeno até que ficou na bola para cobrança, mas foi Chicão quem bateu e obrigou Aranha a fazer excelente defesa e evitar o que seria o terceiro do Timão.

 

Os anfitriões mantiveram a pressão até o final. Tanto que em determinado momento o técnico Mano Menezes tirou o zagueiro Diego para colocar o atacante Souza. Aos 49 minutos, emoção na grande área. Ronaldo recebeu, tentou driblar, foi desarmado por um zagueiro e reclamou toque de mão. Mas o árbitro negou.

 

 

globoesporte.com

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe