A Paraíba o tempo todo  |
PUBLICIDADE

Remodelado Vasco pega o Botafogo de Seedorf pelo título da Taça GB

guais nas cores preta e branca predominantes na camisa, Vasco e Botafogo se enfrentam num duelo de contrastes na tarde deste domingo, às 16h, na final da Taça Guanabara, no Engenhão.

Se a diferença no confronto geral a favor do clube de São Januário – 52 vitórias a mais – é a maior entre todos duelos de grandes no Rio, o Alvinegro leva plena vantagem em decisões estaduais: venceu oito vezes e perdeu apenas uma, em 1965, justamente a primeira Taça Guanabara. Outra característica que distingue as equipes é a formação de elenco. No time de Oswaldo de Oliveira, pouquissímas mudanças e contratações para a temporada. Já Gaúcho e Ricardo Gomes, de volta ao clube este ano, receberam 11 reforços, que vieram suprir as perdas importantes, do tamanho de nomes como Juninho e Felipe.

Em baixa no último confronto de 2012 – ano que o Vasco não conseguiu vencer o Botafogo em quatro partidas -, o zagueiro Dedé chega à quinta final com a camisa do Vasco em momento mais favorável. Esta semana o zagueiro voltou a ser convocado para a seleção brasileira, pela primeira vez com o novo treinador Luiz Felipe Scolari. A expectativa é de o clube evitar uma nova decepção em partida decisiva no Carioca. O Vasco chegou a pelo menos uma final de turno nos últimos três anos no Estadual, mas perdeu títulos para Botafogo (2010), Flamengo (2011), Fluminense e novamente o Alvinegro (ambos em 2012). Durante a semana, os jogadores vascaínos evitaram comentar os antigos, porém recentes, insucessos em decisões contra os rivais da cidade.

No Botafogo, há uma série de primeiras vezes. O centro das atenções é Seedorf. Multicampeão na Europa, o holandês disputa sua primeira final com a camisa do clube. Muito se espera dele para iniciar a consolidação de um alto investimento feito pelos dirigentes, apostando em uma mudança de patamar.
Com ele, Oswaldo de Oliveira espera conquistar sua primeira Taça Guanabara e jogar para o alto qualquer irritação da torcida que sobreviva na arquibancada. Rafael Marques ainda busca seu primeiro gol em seu 20º jogo pelo clube, e Jefferson tem a chance de levantar um troféu como capitão pela primeira vez em sua carreira.

Wagner do Nascimento Magalhães, que distribuiu 11 cartões amarelos e um vermelho em apenas três jogos, é o árbitro escalado para a partida. Luiz Antonio Muniz de Oliveira e Michael Correia são os auxiliares na decisão. O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances em Tempo Real, com vídeos. A Rede Globo exibe a final ao vivo para os estados do RJ, RN, AL, PB, SE, MA, PI, DF, Corumbá (MS) e Região Norte. O Premiere transmite para todo o Brasil, pelo sistema pay-per-view.Vasco: Gaúcho deve mandar a campo a mesma equipe que venceu o Fluminense na semifinal. Assim, o Vasco continua sem um homem de referência no ataque e lança mão do trio Carlos Alberto, Bernardo e Eder Luis alternando o posicionamento na frente.

 

G1

 

 

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe