A Paraíba o tempo todo  |

Raposa derrota o Sousa por 1 a 0 e vai com a vantagem para a final do Paraibano

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Raposa e Sousa jogaram a primeira partida da final do Campeonato Paraibano, na tarde desta quinta-feira (17), no estádio Amigão, em Campina Grande. O jogo terminou com a vitória da Raposa pelo placar de 1 a 0, com gol marcado por Edinho Corrêa. Agora, o rubro-negro vai jogar com a vantagem do empate para ser o campeão estadual no segundo encontro das equipes, marcado para o próximo domingo (20), no estádio Marizão, no município de Sousa.

Já o Sousa precisa vencer por pelo menos dois gols para ficar com a taça. Vitória do Dinossauro por apenas um gol de diferença leva a partida para os pênaltis.

O JOGO

O técnico Ranielle Ribeiro teve algumas baixas para escalar seu time, como os laterais-esquerdo João Victor e Gilmar, e do atacante Marcos Nunes, que não estava 100% e começou a partida no banco de reservas, além de Cleidson Pink, Cadu, e mais quatro jogadores afastados por Covid-19. Índio Ferreira, por sua vez, escalou o time sertanejo com o que tem de melhor, com exceção do meia Natalício, que irá operar o joelho, e optou por Almir no ataque ao lado de Dentinho.

Apesar da escalação mostrar o inverso, o Campinense começou com Alleffe na lateral-direita e Felipinho na esquerda, com Vitinho realmente formando o ataque com Matheus Régis e Cláudio. Com muitas mudanças, o rubro-negro tentava tomar as ações da partida no início, mas o time sertanejo, bem postado, mal deixava a bola entrar na área de Ricardo.

Os dois goleiros praticamente não trabalharam em uma primeira etapa que nenhuma finalização chegou no gol. A partida era toda disputada na intermediária, mas no terço final as duas equipes eram neutralizadas pelo sistema defensivo adversário.

Apenas aos 39 minutos Matheus Régis recebeu na esquerda a invadiu a área sousense para bater de pé canhoto, mas Ricardo defendeu sem dificuldade.

No lance, Arisson teve um estiramento muscular enquanto acompanhava o atacante raposeiro e precisou ser substituído por Douglas Rato.

Segundo tempo

Depois do intervalo, antes mesmo de chegar em 1 minuto, pareceu que o panorama seria diferente. Matheus Régis avançou em velocidade pela esquerda, cortou para o meio e chutou firme de direita, obrigando Ricardo a se esticar todo para desviar para escanteio a bola endereçada ao seu ângulo esquerdo.

Redação

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe