A temporada 2020 da Superliga Masculina de Vôlei foi oficialmente encerrada no último dia (20) em virtude da pandemia do novo coronavírus (covid-19). A definição ocorreu após votação, realizada durante reunião por videoconferência entre representantes da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) e dos clubes participantes da competição.  Essa decisão afetou também as competições estaduais é o que comentou o presidente da Federação Paraibana de Voleibol (FPBV), Carlos Fernandes.

De acordo com ele, também tem havido conversas para que a CBV possa auxiliar seus entes filiados nos estados e a entidade deve anunciar nos próximos dias um pacote de auxílio que deverá envolver atletas, comissões técnicas e também as federações.

“A CBV auxilia as federações em seus trabalhos ao longo do ano, contudo nesse momento de crise a dificuldade é maior para que possamos honrar as nossas despesas durante esse período e também visando à retomada. Diante disso, temos dialogado com as demais federações e a Confederação para encontrar um modelo que possa atender toda a comunidade do voleibol dentro das possibilidades financeiras da entidade. Nos preocupamos muito com essa situação, especialmente em relação aos atletas e comissões técnicas pela quebra em suas rotinas de treinos, mas também começamos a temer os danos financeiros, afinal, tem havido também a perda de patrocinadores mediante as restrições que os patrocinadores também estão passando”, disse o presidente.

 

Redação

Deixe seu Comentário