A Paraíba o tempo todo  |

Paraibano Petrúcio Ferreira bate recorde paralímpico e é bicampeão

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

O paralímpico mais rápido do mundo fez história nos Jogos de Tóquio. Petrúcio Ferreira bateu o recorde mundial, que já era dele, e conquistou o bicampeonato dos 100 m rasos T47. A festa foi ainda maior porque o atleta do Time Nissan não foi o único brasileiro no pódio. O paraibano de São José do Brejo da Cruz teve a companhia de Washington Júnior, que terminou a prova na segunda colocação e faturou a medalha de bronze.

A expectativa era grande pela disputa dos 100 m da classe T47 porque no Mundial de 2019 o Brasil dominou completamente a prova com direito a pódio triplo. Petrúcio Ferreira foi ouro, Washington Júnior foi prata e Yohanson Nascimento ficou com o bronze.

Desde que foi campeão paralímpico em 2016, Petrúcio Ferreira se tornou imbatível nos 100m rasos T47. Antes do título de 2019, que teve o pódio brasileiro triplo, ele foi campeão mundial também em 2017. De quebra, nas duas edições, ele ficou com a medalha de ouro nos 400 m.

Redação

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe