Precisar, não precisava. Mas o Sport mostrou, no Clássico dos Clássicos, diante do Náutico, na tarde deste sábado (14), porque conquistou antecipadamente o 1º turno do Campeonato Pernambucano.

Com elenco e técnicos confiantes, os rubro-negros venceram os alvirrubros por 2×0 em jogo com clima de decisão e terminaram levando a melhor. Fecharam o turno com mais uma vitória dentro da Ilha do Retiro e agora só precisam se preocupar com a Libertadores.

"Escapamos de levar uma goleada. O que aconteceu foi uma catástrofe. Realmente não sei o que houve. Somos um time de Série A", desabafou o goleiro Eduardo ao fim do clássico, que considerou um jogo de um time só. No gramado, o Sport recebeu o troféu de campeão do primeiro turno, sob os aplausos e gritos da torcida. 

» BAIXE O PAPEL DE PAREDE DO SPORT CAMPEÃO
1024×720
800×600    

O JOGO – Em posição confortável, a equipe do rubro-negra entrou na Ilha sem salto alto, disposta a manter o bom aproveitamento no Estadual. Mas sabia que a disputa não seria fácil. O arquirrival chegou motivado e o número de faltas no meio de campo no primeiro tempo deu o termômetro da disputa. O primeiro lance de perigo aconteceu logo aos 3 minutos, quando Moacir recebeu e se lançou pela linha de fundo para mandar cruzado, nas mãos de Eduardo.

Aos 18 minutos, numa jogada ensaiada, César recuperou de primeira e mandou para Dutra; Gladstone chegou e corta de cabeça, para Eduardo abraçar a bola. No meio do primeiro tempo, o Sport passou a atacar mais, enquanto o Náutico – desagrupado em campo – assumiu a defensiva, marcando as saídas de bola do time leonino.

Com mais posse de bola, foi questão de tempo o primeiro gol do Sport. Aproveitando um cruzamento, Dutra lançou, Durval subiu mais do que a zaga e mandou pro meio. A defesa do Náutico rebateu e a bola voltou para Durval, que ajeitou na perna direita e fez Sport 1×0 Náutico, aos 32 minutos.

Na volta para o tempo complementar, pouco mudou no perfil do jogo. Logo aos dois minutos, uma bela jogada de Wilson, que recebeu e girou, batendo à esquerda de Eduardo.  Aos seis minutos, o placar novamente girou para o Sport. Depois de um lançamento longo, com a defesa do Náutico em linha, Wilson recebeu e ajeitou para Fumagalli que, bem posicionado, mandou no canto direito de Eduardo ampliando a vantagem do Sport.

Com o segundo gol, o Náutico passou a se desconcentrar em campo e o dono da casa chegou com perigo outras tantas vezes. Aos 23 minutos, Vágner cometeu falta perigosa na meia-lua e Eduardo salva de ponta de dedo. Na sequência, Ciro deu um carrinho e Eduardo foi para cima, deixando a meta descoberta. Vágner estava bem posicionado e terminou tirando de cima da risca.

FICHA DO JOGO:
Sport: Magrão, Igor, César, Durval, Hamilton, Moacir, Andrade, Dutra, Fumagalli, Ciro (Weldon) e Wilson (Luciano Henrique). Técnico: Nelsinho Batista.

Náutico: Eduardo, Vagner, Gladstone, Edson Miolo (Anderson Santana), Carlinhos (Adriano Magrão), Johnny, Nunes, Galiardo (Dinda), David, Gilmar e Carlinhos Bala. Técnico: Roberto Fernandes.

Local: Ilha do Retiro (Recife)
Árbitro: Patrício Souza. Assistentes: Júlio César Bezerra e Ubirajara Ferraz.

Público: 15.792 pessoas
Renda: R$ 77.985

Gols
Durval – 31min (1T)
Fumagalli – 06min (2T)

 

JC Online

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Flamengo vence o Fluminense e abre 10 pontos de vantagem na liderança

Muito superior no primeiro tempo e melhor na etapa final, o Flamengo conseguiu merecida vitória por 2 a 0 sobre o Fluminense neste domingo, no Maracanã. Bruno Henrique, “o senhor…